BREAKING NEWS

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Rockon!!!
De acordo com o futuro vislumbrado por mim em 2007, não era pra eu estar aqui agora, pelo menos não desse jeito. Alguém sabe me dizer por que as coisas não saem como planejamos, por mais que nos esforcemos?!

Não sei o motivo para que as coisas aconteçam nessa ordem aleatória e caótica, mas sei que esse é o tempero que torna a vida mais emocionante. Quando digo emocionante, não confundam com bom ou ruim, mas saibam que quanto mais emocionante, mais sentirão o melhor e o pior da vida.

Pensei que chegaria aos dias de hoje com mais estabilidade financeira, tendo que arriscar menos e objetivando menores retornos percentuais, porém com valores mais altos. Tinha a certeza de que estaria com minha esposa, planejando sua gravidez que traria ao mundo minha aguardada filhinha.
Sabia que meus momentos de diversão seriam em frente a tv assistindo o Mundial de Motovelocidade e que meu aparelho de som funcionaria num tom agradável, tocando Pavarotti enquanto eu preparasse a pizza, ou ainda, se tocasse uma música romântica, só viria minha bela esposa em minha mente.
Nessa fase, embora cronologicamente estivesse com 32 anos, minhas experiências e minha estabilidade me trariam a sensação de ter no mínimo uns 50.
Nestes dias, aquele meu âmago sombrio, intenso e monstruoso, seria apenas uma lembrança de tempos instáveis...

Por que isso não aconteceu?

Tudo que eu queria neste intervalo de tempo, eu conquistei! Mas por quê não consegui manter?!? Será que existe uma ciência para manter o que se conquista?
Existe! NÃO SE PODE MANTER TUDO! Até que TER tudo você consegue, por um tempo.
Você sempre terá que abrir mão de alguma coisa, pois se tentar continuar mantendo todas as conquistas, a vida vem e te tira tudo!

Eu não abri mão de nada e perdi tudo.
Porém hoje enxergo as coisas com tanta clareza, que parece questão de pouco tempo pra chegar lá novamente. Claro que seria uma espécie de déjà vu com novos personagens, ou melhor, seria uma outra vida já vivida por você, mas com a tecla FAST FORWARD apertada e com novos personagens.
Será que isso é ruim?

Às vezes parece que voltei no tempo e que estou começando dos meus 20 anos novamente, mas com meu "Eu" dos 32. Isso gera uma avalanche de emoções dentro de mim e ao mesmo tempo me deixa frio e firme como uma pedra.

Creio que esta seja a fase mais Punk (da cultura punk mesmo) da minha vida! Talvez a minha fase mais pura também. Pura no sentido de seguir quase que a totalidade de meus instintos provenientes do meu âmago descrito lá em cima. Toda a minha derrocada serve apenas pra gerar mais combustível, necessário para me levantar e correr a todo vapor rumo à minha razão.


A vida exige que eu use o que o ser humano tem de pior, como meu melhor, para que no fim a razão seja beneficiada e espalhe o que há de melhor para todos.
Amanhã eu morro.
Minhas últimas palavras: Eu errei e sinto muito por isso.
Logo depois renascerei forte, preparado e focado...
Minhas primeiras palavras: Bora!

Fim da Sessão Desabafo Dinheirologia. VTNC com essa p0rr@ de sentimentalismo megalomaníaco!
Voltaremos com a Saga Dinheirologia logo após o renascimento.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Pessoal, juro que voltarei com as postagens relacionadas à Dinheirologia! Porém, me aguentem mais um pouquinho nessa fase Punk da minha vida.

Uma grande amiga postou um vídeo no Facebook, com uma interpretação deste texto divulgado como se fosse de William Shakespeare, o que não é correto. Shakespeare nunca escreveu este texto, mas de qualquer forma, é um destes textos que decoram a alma.


O Menestrel

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se. E que companhia nem sempre significa segurança. Começa a aprender que beijos não são contratos e que presentes não são promessas.
Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.
Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la…
E que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam…
Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa… por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.
Aprende que não importa onde já chegou, mas para onde está indo… mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve.
Aprende que, ou você controla seus atos, ou eles o controlarão… e que ser flexível não significa ser fraco, ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem, pelo menos, dois lados. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens…
Poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém…
Algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar.
Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Pensei por 68 vezes, se deveria postar a segunda parte da fábula ou não. Decidi não postar, apesar de estar prontinha nos rascunhos do Blog. Melhor deixar a mesma com um final feliz, típico de uma verdadeira fábula.

Dito isso, vamos falar de "atualidades"...

TOP 10 BARRACOS CORPORATIVOS
Barraco Corporativo
Essa fusão do Pão de Açúcar com o Carrefour já está encabeçando meu "TOP 10 DE BARRACOS CORPORATIVOS". E você achando que aquela vizinha sua é barraqueira...
O dinheirólogo, formado com Láurea Acadêmica, Abílio Diniz, entrou numa sinuca de bico. As informações vazaram, o esquema estratégico foi pro saco e agora ele, além de ficar de vilão, está prestes a tomar uma chinelada dos franceses. Tá me lembrando um tal de João Homem...

Uma amiga minha foi à Grécia e originou toda essa confusão...
Tragédia Grega
Cara, queria muito ver como é que um país quebra, ao vivo. Claro que é só um desejo do meu ID (Freud), sedento por informações e conhecimento, mas meu EGO sabe que uma quebra geraria consequências as quais eu não gostaria de ver.
Os caras fizeram uma verdadeira dança das cadeiras no gabinete grego e mandaram "O Arquiteto", George Papaconstantinou pra cozinha. Sim, eles não demitiram o cara simplesmente guardaram no Ministério do Meio Ambiente. Putz!

Isso lembrou a mim mesmo, quando contrato alguém em quem eu vejo potencial, para uma vaga tosca, só pra guadar a pessoa "sob minhas asas".

Outra coisa que fiz referência à minha vida, foi o grau da insolvência grega. Os caras estão ferrados e estão puxando os pés dos vizinhos! Se o "bolo" europeu se juntar e fazer um tipo de "Solvência Média", acredito que tudo dará certo, mas se não fizer... Nova crise mundial e quanto mais líquidos estivermos, mais ricos ficaremos.

Agora a pergunta que não quer calar:
- Se a Grécia pode fazer isso tudo, porque você não pode?

... Ops... Agora outra pergunta que não quer calar:
- Quem te disse que você não pode?!

Tecnologia
Amanhã comprarei o smartphone dos meus sonhos! Consegui um megadesconto com o melhor supervisor de vendas de telefonia móvel do mundo! O Martinho!
- VALEU MARTINHO!

Trata-se do novíssimo Samsung Galaxy SII. Estava prestes a detalhar tudo que o aparelho faz aqui, mas é melhor que procure no Google. Este smartphone me ajudará muito em meus processos na web, inclusive com o Blog, que se encontra bem desatualizado.
Assim que aprender a fuçar nele todo, posto um review aqui.

Falando em Blog desatualizado, deixo vocês com uma frase do meu grande amigo Abílio Diniz, proferida em meio ao barraco e que se assemelha muito ao meu momento também:
Tenho fé em Deus e acredito no meu trabalho. Tudo vai acabar bem e em breve contarei toda a história.