sexta-feira, 12 de junho de 2009

Diferenças Entre Frete FOB e CIF


Muitas vezes vejo pessoas com dúvidas sobre os tipo de frete FOB e CIF, pois muitos confundem um com o outro.
Daí achei um texto que explica tintin por tintin os conceitos de cada um. O texto vem logo após a definição espartana para esses dois tipos de frete:
Spartan diz:
Resumindo...
Frete CIF significa que o vendedor CIFudeu (Piadinha sem graça!), pois o frete, seguros e etc. sai de graça para o comprador receber em sua porta.
Frete FOB significa que o vendedor é FOBda (Outra!), pois o frete, seguros e etc. sai por conta do comprador, para receber em sua porta.


(Ctrl+c Ctrl+v)
Não raro surgem dúvidas quanto às cláusulas de operações mercantis de compra e venda, no que se refere ao frete, FOB e CIF, tais como:
Nas mercadorias recebidas com frete “FOB”, devo pagar o frete?
Nas mercadorias recebidas com frete “CIF”, devo pagar o frete?

Para auxiliá-lo no deslinde de tais dúvidas, discorreremos a seguir sobre estas cláusulas de operações mercantis de compra e venda.

I - Frete FOB
“FOB” é a abreviatura da frase inglesa “Free On Board” que significa “Posto a Bordo”.
Nas operações mercantis de compra e venda, a Cláusula FOB atribui ao vendedor o encargo de entregar a mercadoria a bordo, pelo preço estabelecido, ficando as despesas decorrentes do transporte (frete e seguro) por conta do comprador, bem como os riscos, até o porto de destino. Destaca-se que a responsabilidade do vendedor cessa no momento em que coloca a mercadoria a bordo do navio, no porto de embarque.

II - Frete CIF
“CIF” é a abreviatura das expressões inglesas “Cost, Insurance and Freight” que significam “Custo, Seguro e Frete”, respectivamente.
Nas operações mercantis de compra e venda, a Cláusula CIF inclui no preço da mercadoria vendida, as despesas com seguro e frete até o local de destino. Ou seja, constituem, tais termos, cláusula utilizada nas operações mercantis de compra e venda, pela qual o preço da mercadoria vendida inclui despesas com seguro e frete até o local de destino. A Cláusula CIF estabelece o princípio de que cabe ao vendedor a obrigação de entregar a mercadoria ao comprador, no local em que este tem seu estabelecimento, ou local que indicar, ou no porto de destino, correndo por conta do vendedor as despesas com frete e seguro.
Destaca-se que sendo o produto ou mercadoria transportada por embarcação, chegando esta ao porto de destino, as despesas de frete e seguro começam a correr por conta do comprador. Quando o transporte é terrestre, a responsabilidade do vendedor cessa no momento em que entrega a mercadoria ao transportador.

Assim, observar-se-á que:
a) quanto o comprador receber mercadorias com frete “FOB”, as despesas decorrentes do transporte (frete e seguro) correm por sua conta; e
b) quando o comprador receber mercadorias com frete “CIF”, as despesas decorrentes do transporte (frete e seguro) correm por conta do vendedor.

Em relação ao ICMS, nos termos do art. 155, § 2º, I, da Constituição Federal e art. 19 da Lei Complementar Federal nº 87/1996, o ICMS é não-cumulativo, compensando-se o que for devido em cada operação relativa à circulação de mercadorias ou prestação de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação com o montante cobrado nas anteriores pela mesma ou por outra Unidade da Federação.
Assim, é assegurado o direito de creditar-se do ICMS anteriormente cobrado, entre outras, em operações de transporte interestadual e intermunicipal pelo estabelecimento (Lcp 87/1996, art. 20):
a) remetente de mercadoria, correspondente à operação tributada pelo ICMS, cujo custo do frete é de responsabilidade do vendedor ou remetente (contratado com cláusula CIF);
b) destinatário de mercadoria, correspondente à operação tributada pelo ICMS, cujo custo do frete é de responsabilidade do comprador ou destinatário (contratado com cláusula FOB).


Fonte: http://www.fortaleza.inf.br

Sobre o autor: Twitter | Facebook | Google+ | João Homem é autor do Blog Dinheirologia, empreendedor, investidor e geek. Especialista em empreendedorismo, proprietário da Homem Holding, consultor, aventureiro e apaixonado por economia e filosofia.

61 comentários:

Anônimo disse...

Quem disse que no preço CIF o frete e seguro sai de graça para o comprador?

João Homem on 3 de agosto de 2009 10:48 disse...

Nesse caso a minha fonte.
Tem outra fonte que diz o contrário?
Posta aí pra gente!

Abraço!

Anônimo disse...

No CIF, é claro que nao sai de graça para o comprador!!! Pois o preço do frete e seguro, já estará embutido em cada unidade do produto comprado!!!!
ve se pensa um poco colega!!! rsrs
nao existe frete de graça!!!

Fonte: Meu trabalho!!! rsrs

João Homem on 5 de janeiro de 2010 16:05 disse...

Prezado Anônimo, tá nervoso?!
Meu amigo, existe o produto e existe um serviço chamado frete. Se o preço do frete está dentro dos custos do produto do vendedor, este já não é mais frete e sim produto.
Agora se o vendedor destaca este preço na nota fiscal, aí sim pode configurar o seu exemplo.
Em minha fonte... ehrr ... meu trabalho (rs) eu também vendo tanto por CIF como por FOB.
Para quaisquer outras dúvidas, favor ser mais educado.

Abraço!

Sergio Cardoso disse...

Esta certo Sr João Homem, na lógica do Sr Anonimo então o comprador pagaria embalagem, matéria-prima, mão-de-obra, ou seja, tudo que esta embutido no custo do produto, é evidente que isso tudo o comprador esta pagando, mas como não estão "destacados", então o que é pago é "apenas" o produto, abs.

João Homem on 8 de março de 2010 11:02 disse...

Exatamente Sergio. Você entendeu perfeitamente o raciocínio e completou de letra pro gol ainda.

Abraço!

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado

João Homem on 15 de março de 2010 11:48 disse...

Bom que achou por aqui Anônimo! Volte sempre!

Abraço!

Michael/GO disse...

O frete sempre é discriminado na nota?

Se ele não for discriminado, isso implica, indiretamente, em um CIF?

De outro modo: se o frete é tido como custo do produto, ele é 'produto', logo o cliente não pagará as custas com frete. Isso, na discriminação do FRETE, representaria CIF ou simplesmente ficaria em branco? (Visto que despesas com frete não mais representam 'frete', mas apenas 'produto').

Parabéns pelo blog e grato pela atenção.

João Homem on 9 de junho de 2010 18:25 disse...

Fala Michael!
Não sei se entendi bem suas perguntas, mas vamos lá...

O que sempre deve estar descriminado na nota é os dados do transportador e volumes transportados e não o frete.

Em teoria, se o frete não estiver discriminado na Nota, o mesmo é CIF, mas muitas empresas cobram o frete "por fora" da nota, sendo assim FOB e não constando na Nota.

Para sua última pergunta, o campo ficaria em branco.

Qualquer outra dúvida, é só gritar! Se eu não souber, gritaremos juntos!

Abraço!

ੴLu P@esੴ on 11 de julho de 2010 20:58 disse...

João Homem eu achei o seu blog por acaso pois estava na net tentando tirar algumas duvidas, pois farei uma prova a respeito de notas fiscais .
Seu blog e muito interessante e realmente consegui tirar duvidas que eu tinha parabéns pelo blog muito legal sem contar na piadinha inicial rsrsrsr
Bjos Luciana Paes.

João Homem on 12 de julho de 2010 10:25 disse...

Oi Luciana!
Fico extremamente satisfeito quando vejo comentários desse tipo.
O Blog está aqui pra isso, ajudar as pessoas.

Beijo!

Lytho disse...

E ai Joao, td em cima??
Quando escrevi no Google "Fob & Cif" 1ºopcao a aparecer foi o seu blog...
Gostei do que li e realmente foi esclarecedor, estava mesmo cheio de duvidas sobre esse assunto...
Parabens pelo blog
abraco!!

João Homem on 26 de julho de 2010 09:44 disse...

Fala Lytho, beleza brother!?
Como já disse várias vezes por aqui, comentários como o seu me dão a sensação de que meu dever vem sendo cumprido.

Abraço!

Anônimo disse...

parabéns, Home.

pequenas dúvidas de grandes consequências, interativamente esclarecidas à exaustão.
Esta a escóla da vida.
Grato.

Cabana

Mesk disse...

E aí João, reintero os comentários do Lytho, show de bola seu blob, abraço!

João Homem on 17 de setembro de 2010 10:57 disse...

Valeu aí Cabana e Mesk!
Este é um dos posts mais visitados do Blog e é muito bom ver que está ajudando muitas pessoas.

Embora esteja meio ausente nas últimas semanas por falta de tempo, o Blog ainda continua bem frequentado devido a seu conteúdo.

Valeu galera! Abraços!

Anônimo disse...

Esta é a diferença entre um analista ( quem postou a matéria ) e do auxiliar administrativo ( no caso, anônimo que não sabe a diferença de produto e de custos ) rssss

grande abraço!

João Homem on 27 de outubro de 2010 10:36 disse...

Que isso Anônimo! Quem me dera ser um analista.
O lance do blog é bem simples:
O que sei e já fiz, eu posto aqui.
Hehehe

Abraço!

Ichigo-toys on 11 de abril de 2011 09:58 disse...

Olá! Usando o FOB, eu recebo e encomenda em casa ou tenho que retirar em algum local? Porto alfândega...sei lá...

Anônimo disse...

Bom dia ,

Senhores preciso de uma informação ,
Gostaria de saber o significado da compra para exportação na modalidade CNF???
Desde já agradeço,
att...

Anônimo disse...

A TODOS QUE POSSAM SE INTERESSAR EM REALIZAR NEGOCIAÇÕES VIA "INTERNET" COMPRANDO ELETRONICOS IMPORTADOS, PRINCIPALMENTE CELULAR, TEMOS SITES BRASILEIROS "PICARETAS" COM VARIOS NOMES FANTASIAS PARA NOS ENGANAR(VERIFIQUEI ISSO NA SUPOSTA NOTA FISCAL DELES- É SEMPRE A MESMA CAIXA POSTA DE ORIGEM), QUANDO A MERCADORIA CHEGA NÃO É O QUE VC PEDIU E O QUE É PIOR: NÃO TE DÃO O MENOR RETORNO (VC JÁ NÃO EXISTE MAIS PRA ELES) E A MERCADORIA É DE VALOR MUITO INFERIOR AO SOLICITADO E QUANDO NÃO É ISSO VEM COM ALGUM DEFEITO QUE NÃO CONSERTAM OU TROCAM PORQUE VC NÃO TEM RETORNO. PASSEI POR ISSO RECENTEMENTE E POR ISSO DIVULGO. COMPRE CARA-A-CARA COMO DE COSTUME, É MAIS GARANTIDO. ESQUECE ESSE NEGÓCIO DE PLANETA SEI LÁ OQUE, FATOR SEI LÁ DE ONDE (SEI QUE ´PE DE SÃO PAULO). VIAJE PRA 25 DE MARÇO, É MAIS SEGURO. OBRIGADO.

Anônimo disse...

VIAJE PRA 25 DE MARÇO OU COMPRE DO MERCADO LIVRE, DE UM VIZINHO "MUAMBEIRO", É MAIS SEGURO. SEU DINHEIRO CAI DO CÉU? O MEU NÃO. OBRIGADO.

Amanda disse...

João, parabéns pelo blog!! Foi muito útil para mim rsrs

Rogério Bento on 13 de julho de 2011 08:59 disse...

Muito útil, estava esquecido de ambas as siglas. Há vários anos que não trabalho com África e o seu blog foi muito útil para uma proposta de transacção com S. Tomé e Príncipe.
Abraço.
Rogério (Portugal)

João Homem on 13 de julho de 2011 15:16 disse...

Pessoal, vocês não têm idéia do quanto fico feliz em conseguir ajudar, nem que seja só um pouquinho.

Valeu!
Abraços!

Anônimo disse...

é verdade, não sai de graça pro comprador não...pode ter certeza que já esta incluido no valor da mercadoria...

Anônimo disse...

nada nessa vida é de graça rsrs se fosse de graça todo mundo que comprasse iria optar pelo cif ao inves do fob

edmilson m.g disse...

João: usi seu blog em uma plestra hoje aqui na minha empresa,passei para funcionarios, colaboradores e eu tamben aprendi detalhes que tinha duvidas parabens, muito util mesmo. ABRAÇOS

ROSANIA disse...

PARABÉNS PELO BLOG... SOU ACADÊMICA DO CURSO DE CIENCIAS CONTABEIS E ME AJUDOU PRA CARAMBA!!!

Anônimo disse...

Achei o que eu precisava. Mas ainda estou com uma dúvida Jõao Homem, mas ainda tenho algumas dúvidas:

CIF => pode acontecer da nota ser CIF e ter frete destacado? Se sim, o frete compõe o valor total da nota?

FOB => no caso da nota ser FOB, o frete entra na Base de cálculo? Pq conforme a lei 6.374/89 art 24: b) frete, se cobrado em separado, relativo a transporte intramunicipal, intermunicipal ou interestadual, realizado pelo próprio remetente ou por sua conta e ordem.
Ai fico na dúvida, se vc conseguir tirar minha dúvida, consegue a legislação pra mim?

Muito obrigada.

Gilberto Magalhaes on 20 de novembro de 2011 19:30 disse...

Ola João, tudo bem? Estou pensando em fazer um pedido direto da China. Acredito que o volume seja como 2 caixas de ar condicionado de parede. O que eu preciso saber eh se eu preciso do servico de um aduaneiro, referente a fiscalizacao federal ou nesse caso eu mesmo resolvo com o fisco. Gostaria de uma explicacao antes de fazer o negocio para nao ter problemas. Fico no aguardo. Gilberto Magalhaes.

João Homem on 23 de novembro de 2011 15:27 disse...

Anônimo, tenho uma idéia, mas não tenho certeza quanto a sua dúvida. Se eu tivesse a mesma, perguntaria aos meus contadores. Poderia perguntar para sanar a sua dúvida também, mas acabo de abandonar a empresa e portanto não tenho mais contadores. Hehehe

Abraço.

João Homem on 23 de novembro de 2011 15:39 disse...

Gilberto, o aduaneiro é um despachante internacional e como os despachantes normais, também conseguem despachar melhor que nós mesmos.
Apenas uma vez em minha vida estudei sobre importações e por isso não tenho experiência no assunto. Não sei se é obrigatória a contratação do serviço.
Poderá saber mais no ste da Receita. Clique no link abaixo:
RECEITA - IMPORTAÇÃO

Abraço.

Gilberto Magalhaes on 29 de novembro de 2011 23:08 disse...

Joao, muito obrigado, vou ver qual eh a melhor opcao.

Anônimo disse...

Bom dia João.

Gostei muito do seu blog, você fala de assuntos relativamente confusos de uma maneira bastante clara. Me ajudou bastante. Tenho uma dúvida: preciso transportar um produto de um estado para outro, entretanto, o produto vai de uma unidade de produção para ser embalado em outra unidade da mesma empresa. Quais os impostos que serão cobrados em função apenas do transporte do produto? Produtos a granel tem diferença de imposto em relação aos demais?

Anônimo disse...

Legal o blog. sugiro só suprimir a primeira parte, achei chula dmais!

João Homem on 12 de janeiro de 2012 11:26 disse...

Ao Anônimo do dia 03/01...
Creio que seria apenas uma transferência de estoque, mas acho melhor se informar com seus contadores. Em minha fase atual estou sem contadores, senão perguntaria a eles e te responderia.
Já transportei produto embalado e a granel, as variações de imposto se deram apenas em relação ao produto e preço.
Abraço!

Anônimo disse...

Obrigado,

agora posso mandar as minhas NF certas aqui no serviço rs

Adriana Amaral disse...

Adorei... me perdoe perguntar, mas posso copiar algumas partes pra nossa página no facebook??? Prometo que informo a fonte...

Anônimo disse...

Adorei... me perdoe perguntar, mas posso copiar algumas partes pra nossa página no facebook??? Prometo que informo a fonte...

Postar um comentário


Gilberto Magalhaes on 20 de novembro de 2011 19:30 disse...
Ola João, tudo bem? Estou pensando em fazer um pedido direto da China. Acredito que o volume seja como 2 caixas de ar condicionado de parede. O que eu preciso saber eh se eu preciso do servico de um aduaneiro, referente a fiscalizacao federal ou nesse caso eu mesmo resolvo com o fisco. Gostaria de uma explicacao antes de fazer o negocio para nao ter problemas. Fico no aguardo. Gilberto Magalhaes.


João Homem on 23 de novembro de 2011 15:27 disse...
Anônimo, tenho uma idéia, mas não tenho certeza quanto a sua dúvida. Se eu tivesse a mesma, perguntaria aos meus contadores. Poderia perguntar para sanar a sua dúvida também, mas acabo de abandonar a empresa e portanto não tenho mais contadores. Hehehe

Abraço.


João Homem on 23 de novembro de 2011 15:39 disse...
Gilberto, o aduaneiro é um despachante internacional e como os despachantes normais, também conseguem despachar melhor que nós mesmos.
Apenas uma vez em minha vida estudei sobre importações e por isso não tenho experiência no assunto. Não sei se é obrigatória a contratação do serviço.
Poderá saber mais no ste da Receita. Clique no link abaixo:
RECEITA - IMPORTAÇÃO

Abraço.


Gilberto Magalhaes on 29 de novembro de 2011 23:08 disse...
Joao, muito obrigado, vou ver qual eh a melhor opcao.


Anônimo disse...
Bom dia João.

Gostei muito do seu blog, você fala de assuntos relativamente confusos de uma maneira bastante clara. Me ajudou bastante. Tenho uma dúvida: preciso transportar um produto de um estado para outro, entretanto, o produto vai de uma unidade de produção para ser embalado em outra unidade da mesma empresa. Quais os impostos que serão cobrados em função apenas do transporte do produto? Produtos a granel tem diferença de imposto em relação aos demais?


Anônimo disse...
Legal o blog. sugiro só suprimir a primeira parte, achei chula dmais!


João Homem on 12 de janeiro de 2012 11:26 disse...
Ao Anônimo do dia 03/01...
Creio que seria apenas uma transferência de estoque, mas acho melhor se informar com seus contadores. Em minha fase atual estou sem contadores, senão perguntaria a eles e te responderia.
Já transportei produto embalado e a granel, as variações de imposto se deram apenas em relação ao produto e preço.
Abraço!


Anônimo disse...
Obrigado,

agora posso mandar as minhas NF certas aqui no serviço rs


Adriana Amaral disse...
Adorei... me perdoe perguntar, mas posso copiar algumas partes pra nossa página no facebook??? Prometo que informo a fonte...

Postar um comentário

Anônimo disse...

boa tarde JOAO Quero importar mercadoria de Portugal no valor de 10000 dolares , quero saber quais os impostos a pagae no Brasil ,até amesma ser colucada a venda ao publico. UM abraço......

Wagner disse...

joão primeiro lugar gostaria de te dar parabens pelo seu blog,
segundo estou importando alguns produtos da china
sendo essa a primeira vez,
e gostaria de saber se é melhor comprar com FOB ou AGRANEL,
qual a diferença dos dois e na questão custo beneficio qual seria melhor,
e se eles só entregam no porto ou tem como entregar na porta.

São apenas 2000 pças de um produto.

mutxoloco on 19 de maio de 2012 17:31 disse...

Gostei...Muito bem explanado!

Jorge Próspero dos Santos on 5 de julho de 2012 17:49 disse...

Parabéns, o seu blog facilitou uma transação com Angola. Obrigado.
Abraço
Jorge Santos (Portugal)

João Homem on 6 de julho de 2012 10:57 disse...

Fico muito feliz em saber disso Jorge!
Abraço!

Marco Antonio disse...

Parabéns João.
Seu blog me esclareceu varias duvidas quanto ao frete CIF e FOB.
Esse canal esta sendo uma verdadeira fonte de consulta e de utilidade pública.

Um abraço!

Marco Antonio
Manaus-Am

Anônimo disse...

Gostei do blog, foi bastante útil, obrigada!!! Abraço!

Rodrigo disse...

Existem alguns sabichões que acham que estão inventando a roda, postando comentários tipo "nada é de graça nessa vida"... CLARO QUE NÃO É!!! Mas aqui estamos discutindo os tipos de frete para fins CONTÁBEIS!!! Vão encher o saco em outro lugar...
Parabéns pelo blog João, muito útil.

Anônimo disse...

Porra da pra ver que voce nao eh de negocuos mesmo.....

Anônimo disse...

Bom dia João, desculpa para meu portugues mas não sei brasileiro.
Me tira uma duvida por favor. é faço compras. No pedido de compra se o frete é de graça coloco sempre CIF tambem se é pedido de compra? E se fosse um pedido de venda onde emito uma confirma de pedido? Muito obrigado para seu retorno

Anônimo disse...

Era,"eu não sou Brasileiro" e "eu faço compras", desculpa, digitei errado

João Homem on 14 de novembro de 2012 15:27 disse...

Anônimo, não sei se entendi bem, mas pelo jeito você está comprando e o frete é gratuito. Então no pedido de compras ou no pedido de vendas deverá constar frete CIF sim. Tanto faz se é pedido de compras ou de venda. O que importa é quem é o vendedor e quem é o comprador, pois nesse caso o frete será responsabilidade do vendedor.

Abraço!

Sandra disse...

Olá João Homem...

Fico muito agradecida por encontrar soluçoes ao que procurava.
Muito bom seu " Blog", interessasnte e importante mesmo!!

Sandra
Abraço!!

João Homem on 26 de novembro de 2012 13:41 disse...

Obrigado Sandra! Fico feliz por ter ajudado.
Abraço!

Anônimo disse...

PARABÉNS PELO BLOG!

ACHEI TD QUE PRECISAVA, RSRS!

BEIJOSSS

Falcade on 14 de março de 2013 12:11 disse...

muito bom e pesquisei CIf e fob esta logo nas primeiras posições muito bom parabens pelo trabalho

Érica disse...

Bom dia!

Estou começando a trabalhar com vendas junto com meu marido,não entendo nada sobre fretes CIF E FOB e como usa-los.Você pode me ajudar?

Obrigada

Raul Leite on 21 de abril de 2013 23:27 disse...

Site muito bom , parabéns !!!
Faço marketing e aqui tem muitos tópicos que irão me ajudar.
abrsss

Hamilton Abreu on 17 de janeiro de 2014 10:09 disse...

Acho q quem não sabe nada é o Sr Anonimo.

Anônimo disse...

Parabéns João.
Abs

Blog Widget by LinkWithin
 

..:: Lei nº 9610/98 ::..

Este blog é protegido pela Lei nº 9610/98 dos direitos autorais. Qualquer reprodução na íntegra do material aqui publicado só será permitida mediante autorização.
Se for copiar, divulgue-nos como fonte do conteúdo!

Sabedoria

"Sabedoria é a capacidade de prever as consequências, a longo prazo, de ações atuais. É a disposição de sacrificar ganhos a curto prazo em favor de benefícios a longo prazo. É a habilidade de controlar o que é controlável e de não se afligir com o que não o é." - RUSSELL L. ACKOFF

Dinheirologia Copyright © 2009 Community is Designed by Bie

Web Statistics João Homem