BREAKING NEWS

quinta-feira, 30 de junho de 2016


Vejo de forma frequente que o mais importante para o Trader é o psicológico. O comportamento e as atitudes são um aspecto mais relevante que o conhecimento de mercado e dos métodos de análise.

A maior parte de nós quando testamos uma conta demo tivemos a sensação de termos encontrado nosso sistema de trading, nossa forma pessoal de operar por meio dos gráficos ou da leitura do fluxo. Provavelmente você simulou operações com 20 contratos futuros, com 2000 ações de Petrobrás ou Vale. Então você pensa: em cinco anos de consistência vou estar uma vida financeira ótima! O que estou esperando para operar na conta real?

Mas afinal de contas qual a diferença entre uma conta demo e uma conta real?

1. Risco de stop loss e, pouco a pouco, destruir todo o capital

2. Risco de a análise não estar correta e acionar o stop loss por uma percepção equivocada do comportamento do preço

Somando estes dois fatores temos a sensação de stress do dia a dia de Trader. Fizemos uma
análise do mercado de forma clara e eficiente, mas a probabilidade de ganho não se concretiza. Ou detectamos que nosso conhecimento apresenta lacunas que nos leva a interpretações incorretas do movimento dos preços. Todos os traders vivem estas situações.

Obviamente traders experientes em menor grau, mas também estão expostos ao stress.

Este stress naturalmente alimenta ansiedade e medo. A reação natural de proteção nos leva a mudar nosso sistema e nosso modo de operar. Mais risco, mais incerteza e mais stress!

Como contornar esta situação?

Assistindo novos vídeos? Assistindo novamente vídeos vistos anteriormente? Lendo livros? Participando de cursos? Acompanhando recomendações de analistas?

Todas estas iniciativas são válidas!

Mas vamos nos preparar para a ADVERSIDADE!!

Se estivermos preparados para a ADVERSIDADE responderemos com um nível de stress normal. Por exemplo: se temos consciência que resultados negativos fazem parte da atividade do Trader, poderemos impor um limite à raiva, ao medo, à angustia e à ansiedade causadas pelo stop loss. Ao ver um trade caminhando em direção ao stop loss saberemos que ele irá compor nossos custos variáveis. Teremos um nível de stress normal.

Quando você optou por ser um Trader você provavelmente planejou seus limites de perda. Mas naturalmente você imaginou que este limite não seria atingido. Então vamos nos planejar para a perda? Vamos nos preparar para a ADVERSIDADE?

1. Plano de Trade
Quais ativos você irá operar? Em qual periodicidade gráfica? Quanto tempo você poderá se dedicar ao trading?

2. Estipular Tamanho da Posição
1 Contrato? 2 Contratos? 100 ações, 200 ações?

3. Estipular Stop Loss
Qual o tamanho do stop loss? Qual a relação risco retorno?

Com tanto conteúdo nas redes sociais, estas sugestões se tornam óbvias. Mas você realmente se preparou para todas elas? Fez testes em conta demo que de fato mostram que seu método de trabalho é apropriado para você sobreviver?

Você quer fazer parte de uma missão Suicida? Lembre-se que da estatística: apenas 5 OU 10 pessoas de um grupo de 100 pessoas irão sobreviver? Você está preparado para a ADVERSIDADE?


Sobre o autor:

Ewerton Silva tem passagem em multinacionais do segmento financeiro. Interessado em análise gráfica e opções. Opera desde 2013 e pretende falar sobre gerenciamento de risco e time de decisão para rentabilidades acima do CDI aqui no Dinheirologia.

segunda-feira, 27 de junho de 2016




Como eu explicava para vocês, eu também tenho pessoas que são exemplos de vida. Meu avô 
trabalhou no campo a vida toda. Com a dedicação e a honestidade do trabalho feito sob o sol, sob a chuva, muitas vezes sob o frio intenso das 5h da manhã, conquistou a amizade e o orgulho de seus 12 netos.

O Seu Antonio Rodrigues era fera nas tarefas da fazenda, mas ele aconselhava os netos a estudarem. Ele contava que teve oportunidade de ir à escola. Sua mãe fez sua matrícula! Ele aprendeu a assinar o nome, mas aí o pai achou que estava suficiente. Sabendo assinar o nome ele já podia voltar para o trabalho na lavoura... O dono da fazenda tinha comprado mais bois também.

Nós, os netos, estudamos na escola pública. Com a minha dedicação à matemática consegui emprego no setor financeiro. Em novembro de 2011 fui para o Banco Volkswagen. Uma empresa que capta na Europa a taxas de 2% ao ano e financia automóveis à classe média brasileira aplicando o setup: SELIC + custos operacionais. Aliás, o melhor setup que conheci! Rentabilidade de 35% ao ano!

Na primeira semana de Banco Volkswagen, saiu do elevador um cidadão aparentando 50 anos e carregando um engraxate! Me surpreendi ao vê-lo dentro da empresa engraxando os sapatos dos colegas. Mas me trouxe uma boa lembrança do meu pai. Afinal meu pai contava que seu primeiro $$ foi ganho engraxando sapatos.

Na segunda semana chamei o Luiz para engraxar o meu sapato. Ele começou seu trabalho de forma ORGANIZADA. Eu notei que ele aplicava um método que foi APERFEIÇOADO ao longo de alguns anos. Então me tornei mais um dos clientes do Luiz!

Duas vezes ao mês conversávamos enquanto ele fazia seu trabalho. Ele era um ex-metalúrgico da fábrica. Decidiu se dedicar a uma profissão onde não tivesse um chefe, onde poderia desenvolver seu próprio estilo e teria liberdade de escolher os horários e dias em que iria trabalhar.

No dia a dia eu e meus colegas falávamos de rating, spread, margem operacional, riscos de mercado e de crédito... compliance. O Luiz era expert em futebol e estava por dentro da política e da economia porque lia o Valor Econômico do dia anterior. (Ganhava os jornais dos altos executivos enquanto engraxava os sapatos deles)

O Luiz escolheu uma PROFISSÃO. Ele se dedicou ao ponto de executar de forma EFICIENTE um 
serviço de QUALIDADE! Conseguiu sua “liberdade”... Era notável um PADRÃO de trabalho, mas 
também era notável que ele não seguia horários rígidos. A palavra agenda não estava em seu 
vocabulário.

Em 2012 engraxar o sapato tinha o preço de R$ 3,00. (Muito menos que o preço de uma 
boleta). Mas o preço do nosso trabalho deve estar indexado ao IPCA, então o preço do Luiz 
entrou em uma tendência de alta. Em meados de 2015 estava em R$ 5,00. Em qualquer 
shopping de São Paulo não era menos que R$ 15 ou R$ 20. Havia uma divergência de preços! 

Taxas de juro em alta, inflação em alta, inadimplência em alta. Mas o Luiz estava lá... dia a dia... Sempre de bom humor, sempre executando seu trabalho com DEDICAÇÃO e PRECISÃO.
Ele olhava cada sapato engraxado e dizia: “Pronto... ficou ótimo!”. A gente pagava pelo serviço 
e ele se despedia com gratidão e dizendo de forma convicta que estaria de volta na próxima 
semana!

O Luiz escolheu ser engraxate! E se ele tivesse escolhido ser TRADER? Ele teria a dedicação de 
desenvolver um MÉTODO EFICIENTE? Ele faria cada trade com a mesma QUALIDADE com que 
engraxa um sapato? Ah, o Luiz se sentiria grato por ganhar R$ 100/dia? Ou ele buscaria na bolsa a remuneração de um alto executivo da Volkswagen?

O Luiz é um exemplo de TRADER para mim! E para você?

Sobre o autor:

Ewerton Silva tem passagem em multinacionais do segmento financeiro. Interessado em análise gráfica e opções. Opera desde 2013 e pretende falar sobre gerenciamento de risco e time de decisão para rentabilidades acima do CDI aqui no Dinheirologia.

quarta-feira, 22 de junho de 2016


Na época do Orkut, uma rede social que talvez muitos de vocês não tenham utilizado, as pessoas se tornavam fãs umas das outras e também havia depoimentos! Uma forma de reconhecer publicamente as qualidades de amigos, namorada, pais etc.

Eu tenho visto algo similar no Facebook: tem pessoas que postam sugestões de compra e venda de ações e recebem algumas declarações de admiração. Não tenho nada contra isso. Muito pelo contrário: eu também tenho pessoas que considero exemplos! Em relação a investimentos e trading, vou compartilhar com vocês sobre 2 pessoas. Neste texto está uma delas.

Em 2010 eu estava na Mesa de Operações do Banco Votorantim. Logo no primeiro dia me encontrei com vários caras de terno e gravata... E assim foi o dia a dia: de segunda a quinta o paletó e a gravata eram utilizados como se todos estivéssemos em um momento emblemático de nossas vidas: o casamento de um irmão, a formatura de um primo...

Mas tinha um cidadão conhecido por Mangá que trabalhava na frente de 4 monitores e passava o dia vendo gráficos e notícias do terminal Bloomberg sem gravata e com a manga da camisa dobrada. Eu não fui apresentado a ele... Demorei algumas semanas para encontrá-lo no café e saber que ele era um trader de dólar e euro.

Em uma mesa de operações normalmente há economistas que se dedicam a analisar fatos e índices econômicos para comentá-los antes mesmo de que os jornalistas consigam apresentar em seus sites e blogs. Sempre que um economista trazia uma análise eu via os traders apreensivos. Alguns já posicionados e outros sem saber qual direção seguir... Mas o Mangá mantinha a expressão de que “tudo estava tranquilo, favorável”.

Mas na reunião bimestral eu vi o Mangá conversando sobre trade. Antes eu apenas o encontrava falando de futebol, mulheres bonitas e carros... Aliás ele ia para o trabalho de BMW e nas sextas-feiras pegava seu Mustang para passar o final de semana em uma casa de praia.

Mas nesta reunião, depois que a maior parte apresentou resultados abaixo das metas estipuladas pelo gestor, o Mangá, do alto de seus 47 anos, se sentiu no direito de compartilhar suas opiniões:

  1. Todos os sistemas de trading são suportados por modelos de probabilidade estatística. Portanto eles “sofrem” com a aleatoriedade dos preços e levam os traders a fecharem operações com resultado negativo. O Mangá observou que os traders alteravam seus sistemas ao notarem que os resultados estavam negativos. Ele era favorável a esta alteração, desde que o “novo sistema” tivesse sido testado ao longo de meses com alocação de capital mínima. E não simplesmente pela atitude impulsiva de medo e insegurança que domina os traders ao verem perdas sucessivas.
  2. “O lucro é construído ao longo do tempo”. Disse com ar de experiente. O Mangá observou que traders aumentavam seus alvos e também reduziam o stop loss acreditando que estas atitudes seriam suficientes para “recuperar” perdas! Diante das “perdas”, o Mangá sugeriu que você entenda que os mercados darão novas oportunidades para você convertê-las em resultado positivo! Ele disse que os touros e ursos não estão aí para tirarem o dinheiro de alguém... Então você não tem que “RECUPERAR” uma “PERDA”... Ele disse que o stop loss foi a vez de um “colega trader” GANHAR e que você também terá a oportunidade de GANHAR!! Os mercados existem para que todos possam “GANHAR”
  3. De acordo com o Mangá, os traders da mesa estavam muito focados no terminal Bloomberg, onde os jornalistas fazem questão de mostrar fatos que podem levar as operações ao stop loss ou que podem inviabilizar toda uma estratégia desenhada ao longo de semanas. Mas eles deveriam olhar para os gráficos e notícias de forma mais positiva. Um trader não pode controlar os acontecimentos políticos e econômicos e muito menos frear a impulsividade dos jornalistas em postarem notícias com o objetivo de gerar audiência. Um trader pode ter que acionar o stop loss! Esta é a única certeza! O ganho é uma probabilidade! Então teste o seu modelo ao longo de meses! Teste o seu comportamento e suas atitudes... Compartilhe seus sentimentos com seus amigos traders. Quando notar que tem um sistema de análise eficiente e equilíbrio emocional que produzem ganhos com o mínimo de capital, aumente gradativamente as posições. E tenha consciência de que independente do que é mostrado no terminal Bloomberg, seu plano está susceptível a uma probabilidade de ganho... Uma probabilidade... Não uma garantia... 
  4. Quando o medo atingir você em cheio, quando o sentimento de que você não é capaz dominar a sua mente... Olhe para você no espelho... E lembre-se de todos os desafios que a vida te deu oportunidade de superar... E saiba que cada trade é apenas mais uma oportunidade de superação!!
O Mangá terminou esta conversa convidando todos para um churrasco na praia... A comemoração dos 15 anos de seu filho mais velho!!

Ewerton Silva tem passagem em multinacionais do segmento financeiro. Interessado em análise gráfica e opções. Opera desde 2013 e pretende falar sobre gerenciamento de risco e time de decisão para rentabilidades acima do CDI aqui no Dinheirologia.

segunda-feira, 20 de junho de 2016


Não se surpreenda com a comparação, abaixo provarei que ela é didática e provavelmente você verá que está em um desses momentos que serão descritos.

Optei por publicar esse texto no Dinheirologia porque é um grupo muito interessante, com uma proposta voltada ao trader e ao bom humor. Boa parte do público acompanhou a série e conseguirá fazer a comparação muito rapidamente. Aqueles que não conhecem "Os Cavaleiros do Zodíaco" não se preocupem, não há nada de tão extraordinário que você não consiga captar em uma simples leitura deste texto.

A batalha do trader se compara ao processo de batalha dos cavaleiros de bronze contra adversários claramente mais fortes. Normalmente, o personagem principal, Seya, se propunha a lutar contra alguém mais forte para defender Atena.

Ele proferia o primeiro golpe e não acontecia nada e de repente ele levava um "catiripapo" que tanto ele quanto nós pensávamos "Nussa, da onde veio?"

Assim é o primeiro passo no processo do trader. Ele entra na operação e de repente alguma coisa acontece de muito errado e ele não sabe absolutamente o que aconteceu. Recordo-me de uma vez, o João Homem aqui do Dinheirologia estava na minha casa em São Paulo e eu fiz uma operação. Eu, muito orgulhoso de mim mesmo, dizia para ele os motivos da minha entrada e os pontos que me protegiam. No meio da narrativa veio uma agressão monstro que pegou meu stop e continuou subindo, soando o gongo da execução da ordem.

Eu, inadvertido, distraído com a minha explanação, soltei um grito de susto, como se alguém tivesse chegado atrás de mim e dado um susto daqueles.

Esse é o golpe do qual me referia. Você está na operação, leva uma cacetada que nem sabe da onde veio.

O segundo passo na batalha do Seya era ver o golpe. Ele ainda apanhava mais que tapete em dia de faxina, mas conseguia ver o movimento e tinha a clara noção de que isso era uma evolução.

Deste modo, o trader também passa pelo processo de ver o que aconteceu. Por vezes viu e não pegou, viu o que gerou a reversão, viu a inversão do fluxo, a entrada, a saída, mas ainda não é consistente. Perde mais do que ganha.

Claramente é uma evolução. Passou pela fase de achar que era capaz e não era, depois viu que não era e realmente não era e aos poucos começa a ver qual é o caminho, entrar realmente no jogo, ainda que perdendo, por hora.

Bem, a terceira fase é óbvia. Ele da os golpes suficientes para derrotar o inimigo e partir para o próximo adversário. Também o trader, aos poucos, a partir do momento em que passou a ver os movimentos, consegue a consistência, desde que ele tenha tido concentração e paciência para passar pelos passos anteriores.

De nada adiantaria seu esforço se ele não tivesse o tempo para passar por todas essas fases. Proteger a Atena significa mantê-la viva. Quanto mais dinheiro você apostar nesse processo de aprendizagem mais a sua Atena corre risco e a possibilidade de você perder o seu mundo é maior.

Trate o processo de aprendizagem e consolidação como um processo lento e constante. Não tenha pressa de aumentar a mão.

Sou um dos professores do programa Ponto a Ponto e minha mão padrão no dólar é 8 mini contratos. De tempos em tempos sou questionado porque não opero maior e eu sempre respondo: "Não posso agir de forma diversa da que ensino".

Se é claro, para todos os professores que ensinam gestão de risco e para todos os traders que entendem minimamente de mercado que a quantidade deve ser mínima no começo e ir aumentando conforme consegue consistência, por quê só encontramos pessoas reclamando da falta de consistência e operando volumes financeiros enormes?

Não adianta se enganar. A Atena corre risco. Se você ainda está apanhando como o Seya no início da luta, mantenha a cabeça no lugar. Tenha a calma necessária, apanhe até não querer mais, mas vendo os movimentos. Estude e procure saber o que está acontecendo. É o único caminho para vencer o jogo.

Atingindo a consistência vá, vagarosamente, aumentando a mão, até chegar na quantidade que você julga confortável.

Sobre o Autor:

Cris Natividade é professor de mercado, trader, e Mestre em direito político e econômico pelo Mackenzie. Mais informações de seu curso de Trading junto com analista Leandro Martins, acesse o site www.formacaodetrader.com.br

domingo, 12 de junho de 2016


12 de junho... O pessoal do Dinheirologia deve estar curtindo este dia dos namorados. Eu tentei encontrar uma namorada pela Internet; instalei alguns aplicativos no meu iPhone 4S e conversei com várias mulheres, adicionei no Facebook para ver fotos, selecionei as mais bonitas e fui para o encontro...
Mas não foi exatamente o que eu imaginei. Elas não eram tão bonitas... não estavam tão em forma... não eram tão inteligentes e nem tão bem-humoradas...
Acho que o que se mostra na Internet é diferente da vida real, pelo menos eu tenho esta percepção, então decidi passar o dia dos namorados sozinho!!!
Em relação as finanças tive uma experiência parecida com esta: comprei a assinatura de um site que enviava recomendações de trade por SMS... A galera deste site falava que eu tinha que "investir" 10 vezes porque iria acertar 7 e errar apenas 3. Mas não é que comigo foi o contrário.
Mas decidi que eu deveria aprender para eu mesmo fazer as análises e não depender do SMS. Estava muito fácil para ser verdade. Minha avó dizia que "quando a esmola é grande, o santo desconfia".
Então comecei a estudar pela Internet: vídeos, blogs, comprei alguns livros também. Como sou formado em exatas, em algumas semanas eu aprendi vários setups. E a vida de solteiro também ajudou. Eu podia passar as noites vendo gráficos parados e observando o quanto meus setups trariam de $$$. A noite todos os gráficos mostram bandeiras, diamantes, triângulos, rompimentos com OBV na máxima, IFR sobrevendido.
Próximo passo: simular as operações a Internet. Ah, desta vez não vou perder $$$!!!
Mas no simulador eu percebi que analisar o gráfico em tempo de pregão era muito diferente de ver os gráficos a noite. Mas os meus novos amigos do Facebook estavam acertando todos os dias... +5%, +10%... +20%... E eu estava negativo no simulador!!
Então meus amigos do Facebook me mostraram o mercado futuro:
- alta liquidez para operar em gráfico de 1 minuto
- diversas oportunidades ao longo do dia que você pode aproveitar com R$90/margem e R$2/ordem enviada
Muito bom!! Agora vou ter sucesso na bolsa!! Vou viver de trade...
E como foi na vida real? 20 operações, 30 operações e CONTA NEGATIVA!!
Por que? Será que Internet e vida real não tem nenhuma relação? Será que vou ter que continuar tendo que procurar emprego na vida real? Será que vou continuar indo ao shopping e não podendo comprar uma camisa que achei legal? Mas lá no Facebook todos estão ganhando $$$...
Eu pensei sobre a resposta destas perguntas por meses. Destruí um pouco do meu capital também, aquele que construí com "esforço real"...
Tenho uma possível resposta:
Na vida real você tem que admirar você mesmo... Você tem que ver qualidades em você mesmo... Você tem que acreditar que o seu futuro será melhor porque você pode construí-lo!!
Então comecei a utilizar simuladores aplicando limites de risco, limites de perda... Metas... E admiti vários pontos em que precisava melhorar...
Quando superei o desafio do simulador observei em mim mesmo qualidades como autocontrole, humildade, flexibilidade, inteligência! Então eu poderia avançar para a "conta real"!!
Então me comprometi a fazer uma única operação por dia. Me comprometi a não boletar, mesmo vendo oportunidades alinhadas com meu setup... Mesmo com minha conta tendo saldo negativo. Aí encontrei mais qualidades na minha personalidade: eu não tenho que demonstrar coragem para mim mesmo... no final do dia estou bem-humorado mesmo não tendo ganhado dinheiro... Afinal o dinheiro é apenas um meio e nunca a finalidade principal.
Minha vida real tem sido assim... tenho muito menos $$ que meus amigos da Internet. Tenho um iPhone 4S e também esto na fase de planejar a troca do carro. Mas tenho diversas qualidades que percebo todos os dias quando estou analisando os gráficos... E tenho capacidade de melhorar mês após mês. Estou longe de ter a capacidade de ganhar $$$ dos meus amigos virtuais, mas estou satisfeito com meu desempenho... Por estar sempre melhor que ontem.
E você? Como está sua vida real? Está se sentindo bem porque pode ganhar R$ 50/dia e melhorar ao longo do tempo. Ou se sente apreensivo porque ainda não é uma estrela do YouTube?
Vamos utilizar a Internet para aprender!! Tem muito profissional compartilhando muitos conhecimentos relevantes!! Mas na vida real coisas como tranquilidade, segurança, autoestima, sensações de superação, exigem um pouco de tempo. Talvez hoje você faça 20 operações e termine com a conta negativa, mas daqui um tempo você irá fazer uma operação/semana e ter uma capacidade financeira que permita momentos melhores com as pessoas que você gosta!
Com o tempo... lembre-se!!!

Texto enviado pelo leitor e trader Ewerton Silva

quarta-feira, 8 de junho de 2016


Os 3 tipos de Traders de Facebook

De todos os grupos/canais existentes, o que mais me identifiquei foi este. Então estou tomando a liberdade de escrever aqui... 
Hoje estou aqui tentando ganhar um $$ no dólar! Mas estou pensando também sobre as redes sociais e a explosão de pessoas interessadas pela “vida de trader”. Escrevi um pouco sobre isso... Se alguém puder ler e compartilhar opiniões será muito bom...
As corretoras viabilizaram a entrada de pessoas de classe média na bolsa! Custos operacionais e margens operacionais atingiram um ponto em que é possível popularizar a aplicação em renda variável. 

As pessoas então podem ter objetivos como:

- utilizar a renda variável para ampliar a rentabilidade de seus investimentos em renda fixa
- comprar e vender ativos com a finalidade de obter renda extra
- dedicar-se ao day trade de forma a ter uma remuneração atraente e qualidade de vida
- organizar cursos, eventos ou outro negócio relacionado ao contexto de operações no mercado de capitais
Quando qualquer um destes objetivos for posto em prática, virá também uma onda de sentimentos. Muitos deles positivos, mas muitos também negativos. Em paralelo a esta onda de emoções há uma outra onda: o excesso de informações das redes sociais!
Acessando redes sociais como Facebook e YouTube você irá encontrar alguns perfis de pessoas:

A Iena

Pessoas que entraram na bolsa sem antes terem conhecimento de técnicas e comportamentos necessários. Obviamente elas perderam dinheiro e aliviam o sentimento de frustração falando que é impossível ganhar na bolsa e que todas as práticas e histórias de sucesso contadas por outras pessoas não são verdadeiras. No entanto estas pessoas não refletiram sobre o fato de que não tiveram o equilíbrio emocional suficiente para:
- conviver com a volatilidade dos preços e dos resultados obtidos
- revisar seus trades para verificar quais técnicas poderiam ter sido aplicadas para melhorar os resultados

O Primo Rico

Pessoas que exibem trades com resultados positivos para suportar o argumento de que se você aplicar as técnicas adequadas e também tomar as atitudes apropriadas, será muito fácil. Estas pessoas demonstram ganhos financeiros relevantes o suficiente para você acreditar que esta pessoa faz suas operações de forma confortável e como se fosse um trabalho operacional.

O Super Herói

Pessoas que mostram argumentos ou até mesmo fatos para evidenciar que é muito difícil ganhar na bolsa, mas que com seus treinamentos você será capaz de vencer este desafio vencido por muito poucos. Muitas vezes isso faz com que você as veja como uma referência e você até mesmo repete seus “ensinamentos” para outras pessoas.
Naturalmente nos identificamos com um destes perfis e moldamos nosso comportamento e atitudes para nos tornarmos mais parecidos com este perfil. Vemos pessoas defendendo o Price Action, outras o Scalper e até mesmo uma discussão intensa sobre a relevância de um indicador ou de uma forma de se comportar.
Mas o fato é que você terá que viver os sentimentos que o trading traz. Haverá períodos de ganhos em que haverá auto-confiança e satisfação ao ponto de fazer você pensar que fez a escolha certa. Que está no caminho de realizar seus objetivos financeiros... Que pode até mesmo aumentar seu padrão de vida a patamares não imaginados antes. Mas também haverá perdas: momentos em que você se sente incapaz, em que não sabe como irá contar para outras pessoas que está perdendo. A vaidade e o orgulho serão atingidos em cheio. Neste momento pode haver coragem excessiva (imprudência), pode haver ignorância ao ponto de levar você a descartar todas as técnicas que trouxeram sucesso antes.

Concluindo: não é sempre fácil, não é sempre difícil. Não depende de uma forma apresentada por uma pessoa das redes sociais. Mas acredito ser possível!! Então vamos continuar!!
Concentrar em nós mesmos e na oscilação dos preços diante da tela... O resultado será o quanto aprendemos a suportar a frustração de passar um dia todo sem fazer um trade, do medo de não conseguir depois de um dia negativo... O quanto aprendemos que cada trade positivo significa continuar com disciplina, com limite de perda, com stop loss!

Texto enviado hoje pelo nosso querido leitor e trader Ewerton Silva.

segunda-feira, 6 de junho de 2016


Curso Gratuito de Análise Técnica

Se você está começando a pesquisar no Google o que é ser trader e caiu de paraquedas aqui no Dinheirologia, pare tudo que está fazendo e comece já o curso gratuito que vamos indicar neste post. Ou se já é um trader profissional (ou estuda muito para isso) e precisa revisar seus conhecimentos básicos de Análise Técnica, indico também esse excelente curso gratuito do Portal do Trader.


O que é Analise Técnica?

“Análise técnica é um método de análise para investir/especular no mercado financeiro baseado no estudo dos gráficos. O gráfico é a representação do que está acontecendo no ativo naquele momento. Não importa ao trader porque os ativos estão subindo ou caindo, ou lateralizando. O quanto vai subir ou quanto vai cair o preço, para o analista técnico não faz diferença, não é importante. O importante é como se aproveitar desses movimentos.” – diz Marcos Moore na aula de introdução.

O curso foi criado por Caio Sasaki e Marcos Moore, que juntos com Rodrigo Cohen, são os idealizadores do Portal do Trader, o maior portal educacional gratuito para traders do Brasil, com vídeos diários ao vivo, chat para traders, fórum e cursos gratuitos como este.

 
    Foto: Caio Sasaki

Caio Sasaki é analista CNPI e atua no mercado desde 2006. Como trader, vale destacar que já operou NASDAQ e NYSE.

Marcos Moore é trader desde 2004, assessor de investimentos na corretora RICO e autor do livro “Ações: Quais Comprar e Quando Comprar”, editora Elsevier. Desenvolveu diversos cursos e treinamentos para traders em sua passagem na XP Educacional.

Direto ao Ponto!!!

Totalmente online, o curso tem uma carga horária de 3 horas e meia, com vídeos e um quiz para testar a absorção do conhecimento exposto a cada nova aula, com direito até a relatório de performance no final do curso. Além do conteúdo de alto nível, o Portal do Trader se destaca pela robusta plataforma tecnológica e facilidade de uso de seu site.



Exercícios do curso de Análise Técnica


O curso é o “arroz com feijão” de qualquer trader e é muito objetivo. Como diz Sasaki no vídeo de apresentação, análise técnica é muito ampla, se fosse abordado ponto por ponto de tudo que ela abrange, não seria muito eficaz para o aprendizado do trader iniciante. Para se aprofundar mais em AT (Análise Técnica) existem livros completos em português à venda nas livrarias.

Segue abaixo os tópicos principais do curso:

1. O que é Análise Técnica
2. Teoria de Dow
3. Tipos de Gráficos
4. Tempos Gráficos
5. Topos e Fundos
6. Suportes e Resistências
7. Tendências
8. Padrões Gráficos
9. Gaps
10. Ferramentas
11. Stops

Para acessar o curso e começar a estudar Análise Técnica, basta clicar neste link.


OK. Mas Não Sei Nem Como Compro Uma Ação!!!!

Fique tranquilo (a)!!! Se você não sabe o que é ser trader e nem muito menos o básico de mercado, por exemplo, o que é uma ação e como comprá-la (ou vendê-la), estamos preparando um material introdutório a ser publicado no Dinheirologia em breve. Por ora, recomendamos a você o curso introdutório gratuito “Investindo em Ações”, também do Portal do Trader.

Curta a página do Dinheirologia no facebook para receber novidades e dicas diárias sobre trading em seu feed.

Por Jonas Alves

Dinheirologia. Feito por Traders de Verdade!!!



Saudações pessoal. Pensei por algum tempo em qual seria o texto de abertura 
para a coluna e a conclusão mais plausível que cheguei é que deveria ser um texto de 
apresentação.

Primeiramente, eu costumo dizer que eu “não escolhi” finanças, mas sim que 
finanças me escolheu. Desde criança, considerando as brincadeiras, percebi que sempre 
houve uma inclinação para a área. Minha mãe costuma lembrar frequentemente de uma 
máquina registradora que eu tive. Lembro que eu costumava pegar algumas coisas de 
casa, colocá-las em cima de uma tábua e vendê-las para o meu irmão. Como 
consequência, eu aprendi a calcular as operações matemáticas básicas com bastante 
facilidade. Durante a adolescência, a disputa de um jogo de tabuleiro favorito estava 
entre: “Dinheiro do mês” e “Banco Imobiliário” e as matérias favoritas entre Português e 
Matemática, todavia Matemática sempre parecia mais interessante devido aos números.

Quando da necessidade de escolher um curso superior, optei por Administração. Confesso que nos dois primeiros anos não via nada de muito motivador além de algumas 
aulas de custos e contabilidade. No terceiro ano tive meu primeiro contato com a matéria 
de finanças, o que me deu a certeza de que esse era o viés correto. No ano seguinte, tive 
contato com Mercado de Capitais, foi breve, porém conheci o mercado na teoria. Tive a 
oportunidade de fazer um Mestrado em Finanças nos Estados Unidos e conhecer 
pessoas que atuam no mercado Americano e Chinês. Em paralelo às informações no 
período do curso superior, eu tive contatos práticos com a área financeira devido a 
empregos. Meu primeiro emprego foi um estágio em uma tesouraria e tive experiências 
em Banco. Também tive a oportunidade de trabalhar em uma mesa de operações de uma 
empresa exportadora, a qual opera basicamente dólar. Atualmente me dedico exclusivamente a vida de trader, operando no mercado financeiro diariamente.

Sobre o objetivo da coluna, este não se difere muito do objetivo do blog que é falar 
sobre finanças e falar a verdade, ou seja, trader sem demagogia. A minha pretensão 
inicial é escrever sobre os assuntos que permeiam finanças incluindo livros, filmes, 
documentários e séries. Alguns artigos técnicos, teóricos e direcionais e outros práticos 
relacionados ao dia-a-dia. De início, não pretendo postar vídeos, salvo um ou outro que 
tiver relação direta ao assunto e seja de extrema relevância.

Como primeira contribuição gostaria de dizer que ser trader vai muito além de 
aprender as técnicas operacionais e saber aplicá-las. O conhecimento está em todos os 
lugares e todas as pessoas têm acesso. Ser trader tem muito mais a ver com a imagem 
que você faz de si mesmo e com disciplina (nos trades e também na sua vida pessoal). “O 
Universo não quer ouvir as patéticas desculpas que o seu ego vai intentar para se 
justificar.” Os grandes bancos também não. Tampouco o mercado financeiro. Ser trader é 
também um exercício de humildade, determinação e aceitação de limitações a serem 
trabalhadas.

Sem mais, desejo boas-vindas a todos. Fiquem à vontade para me contatar via e-
mail. Envie sugestões, comentários, dúvidas e afins.

Por Fernanda



Olá, caros leitores do blog Dinheirologia.

Hoje vou falar sobre as três etapas que todo Trader iniciante passa.

Primeiro passamos pela etapa da IGNORÂNCIA, logo no inicio começamos nossa vida de 
traders sem saber ao certo o que fazemos, e compramos uma ação que sobe sem saber o 
motivo. Aí ficamos eufóricos achando que o mercado é fácil e que vamos ganhar fortunas.

Grande erro, o mercado não perdoa e logo nos ensina uma bela lição. Sem informação você 
não vive nesse meio.

Sentimos a necessidade de procurar mais informações e então entramos na segunda etapa, 
procuramos o CONHECIMENTO, procuramos informações sobre o mercado como todo, analise 
técnica, analise fundamentalista e etc. Descobrimos um legue de possibilidades e 
informações, passamos uns meses atrás do setup perfeito. E novamente o mercado nós ensina 
que não exste o setup perfeito. Nesse momento passamos pela terceira etapa, percebemos 
que apenas o conhecimento não serve e vamos a procura das pessoas que estão ganhando no 
mercado. Percebemos que todos falam sobre a psicologia do trader e como é importante 
procuramos o auto conhecimento.

A presenta-se aí a terceira etapa, o AUTO CONHECIMENTO. Começamos a perceber que 
aceitamos perder 10 mil na bolsa, mas para pagar uma conta de 20,00 no supermercado não queremos, pois achamos muito caro. Apenas quando conseguimos resolver nossos conflitos 
internos e entender como o mercado funciona que deixamos de ser meros peixes para 
subirmos de patamar.

Nas próximas postagens vou descrever e falar um pouco mais sobre a terceira etapa, pois se 
você esta lendo esse texto significa que já não é mais ignorante e esta a procura de mais
informação.

Priscila Somarriba
Psicóloga e Trader

INVESTING, O App Gratuito Número 1 Para Traders


Pergunta: Quando começa o dia, qual a primeira informação que um trader, seja profissional ou amador, vai buscar na internet?

Resposta: Como abriu os mercados na Ásia, qual foi o fechamento do Petróleo, ou de algum ativo ou índice que está acompanhando atentamente. Quer saber quanto está a cotação do dólar e qual a programação de anúncios dos indicadores econômicos relevantes no dia, e por aí vai; cada trader tem um perfil e busca uma informação específica, que pode fazer a diferença para sua performance operacional ao longo do dia.

Gráficos e Cotações no Seu Bolso


Acompanhar os mercados em qualquer hora e lugar, sem necessariamente precisar estar sentado em frente ao computador com um software de plataforma gráfica aberto é algo indispensável para os traders modernos; agilidade é tudo!!! E para isso, existe um App Gratuito que atende muito bem essa demanda.

A equipe do Dinheirologia usa e recomenda o app Investing.com. INVESTING informa a cotação em tempo real dos mercados de câmbio, índices, ações, futuros, opções, taxas e títulos do mundo todo. Está em português e disponível nas plataformas Android e IOS.

Playground Para Traders


O app é um verdadeiro playground para traders. Veja abaixo os principais atrativos:

-  Cotação em tempo real de milhares de instrumentos, negociados em mais de 70 bolsas em todo o globo.

- Gráficos ao vivo, disponível diversos tempos gráficos, de linha e candlestick, em boa qualidade.

- Calendário de notícias que impactam os mercados, com possibilidade de configurar alertas.

- Últimas notícias relevantes do mercado.

- Possibilidade de montar um portfólio virtual, para acompanhar somente os ativos que lhe interessa.

- 14 indicadores técnicos ao vivo.



O App chama a atenção para a riqueza de detalhes quando você abre um ativo na tela. Além do gráfico, você encontra, por exemplo, informações como fechamento anterior, abertura, a maior alta e baixa m 52 semanas, dividendo, volume, volume médio, baixa diária, alta diária, notícias relacionadas ao instrumento, indicadores e opiniões de análise técnica e muito mais.

Interessante também no INVESTING é o overview dos mercados. Em uma tela só, com uma rápida passada de olho, você acompanha os principais índices e moedas do mundo todo, em segundos.

O portal Investing.com pode ser acessado via navegador também. Disponível em diversos idiomas,
inclusive em Português, o site tem incríveis 11.600 milhões de visitantes únicos mensais. É parada
obrigatória para traders, tem que estar salvo em seus favoritos, ao lado do Dinheirologia.

Ferramenta Secundária


Ressalto que nada substitui a tua plataforma gráfica ou outro serviço de cotação de sua corretora para operar. Embora seja de excelente qualidade, o Investing.com é um serviço de cotações de mercado gratuito, e pode eventualmente ocorrer atrasos. O site não se responsabiliza sobre possíveis delays em suas decisões de investimento. Use-o como uma ferramenta complementar para o seu operacional e não como ferramenta principal.

Em breve iremos testar mais Apps úteis para traders e publicar aqui no Dinheirologia.

Gostou? Quer testar o INVESTING agora?

Clique aqui para baixar o app para a plataforma Android!!!

Clique aqui para baixar app para a plataforma IOS!!!

Queremos saber de você, caro leitor, seja você um investidor, trader, ou estudante da área: O que você procura saber do mercado quando inicia seu dia? O que você olha e por que? Conte para nós abaixo, na seção de comentários.

Por Jonas Alves
Dinheirologia. Feito por Traders de Verdade!!!

Inúmeras são as atividades que uma pessoa pode exercer para delas extrair seu sustento, garantindo assim sua sobrevivência. Algumas são mais primitivas, como o ribeirinho que planta e pesca com o objetivo de alimentar a si mesmo e sua família, comercializando o excedente de sua produção para garantir a aquisição de outros bens que necessite. E na ponta mais extrema, a universalmente ilícita prática do roubo com o uso da violência. Entre esses dois extremos, a humanidade inventou milhares de formas de transformar esforço – físico, intelectual ou ambos – em meio de sobrevivência remunerado.

O exemplo anterior permite concluirmos que podem existir meios lícitos, e meios ilícitos, meios honestos e meios desonestos, meios éticos e meios cuja ética é objeto de questionamento por algumas pessoas ligadas a determinada cultura.

O assunto da ética é, por sua própria natureza, controverso, dado que ética é um conceito flexível, que se ajusta conforme tempo, lugar e meio social.

Em nosso país, temos historicamente alimentado a visão de que o lucro é algo de moral questionável, feio, até mesmo pecaminoso conforme a atividade que se exerce para obtê-lo. Nos Estados Unidos da América, ao contrário, o lucro e a obtenção de riqueza são considerados uma demonstração inequívoca de que o criador do universo se agrada daquele que prospera, baseado no conceito subjacente de abundância natural do planeta. Este conceito, gerador da cultura Americana, foi desenvolvido pelo Filósofo Max Weber em seu livro A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo (Alemanha, 1904).

A operação no mercado bursátil, seja ele de ações, commodities ou futuros, é vista, por muita gente, como uma atividade eticamente questionável, visão esta que está baseada nos conceitos de remuneração por esforço de produção e no de utilitarismo. A partir disso, toda e qualquer atividade, digamos, inútil, seria ética e moralmente questionável. Dentro dessa visão nós, os traders, chamados de especuladores, seríamos objeto de questionamento da sociedade leiga.

Tomado em seu sentido mais restrito, a palavra especulação descreve as operações que são feitas com o único propósito de obter um lucro a partir de mudanças no preço de um ativo qualquer. Desse modo, quando você compra um carro barato com o propósito de vendê-lo mais caro, você está especulando.

Nesta linha de pensamento, poderíamos estender este raciocínio para qualquer tipo de atividade comercial existente no planeta, da barraca de camelô às grandes redes de supermercado.

Portanto, visto desta forma bastante crua, toda atividade que vise a obtenção de lucro sem agregação de valor, deveria ser considerada uma especulação sendo, portanto, objeto de questionamento daqueles que criticam a atividade especulativa no mercado bursátil.

Se nas atividades comerciais, busca-se moralmente justificar a obtenção do lucro a partir de uma série de benefícios trazidos ao mercado por aquela atividade como por exemplo, capilaridade, distribuição, geração de emprego e etc., na atividade de trading não poderia ser diferente. Nós, os traders, exercemos um papel fundamental no mercado financeiro mundial.

Sendo a maior parte do mundo capitalista, as finanças desempenham um papel fundamental na manutenção de toda a cadeia produtiva. É o dinheiro, afinal que, em última análise, sustenta toda a roda de produção e consumo.

O mundo financeiro é composto basicamente por quatro grandes agentes: o hedger, que tem por função primordial proteger o capital que será de algum modo utilizado produtivamente, o arbitrador que obtém lucro a partir de diferenças de preços momentâneas entre ativos, o investidor que, pensando a longo prazo, financia a atividade produtiva e viabiliza o crédito e, finalmente, o especulador.

Aqui cabe uma conversa à parte, já que o especulador é o agente que promove e que, em última análise, viabiliza a liquidez dos mercados, sem a qual nenhum mercado existiria. Este agente é o grande responsável pelo giro do dinheiro pelas bolsas de todo o mundo.

O especulador, ao arriscar seu próprio capital na esperança de obter lucro com a volatilidade dos preços, gera liquidez ao mercado, contribuindo para diminuir o risco de todos os outros agentes que, se não houvesse tal liquidez, não colocariam seu dinheiro ali.

A especulação nos mercados ajuda até mesmo a mitigar os riscos da atividade produtiva. Imagine um produtor de soja que empenha seu capital na certeza de que poderá vender sua produção a um preço justo, valendo-se para isso dos mercados futuros.

Se o mercado agrícola não pudesse contar com o trabalho dos especuladores, só os produtores e consumidores participariam das transações comerciais, o que traria o poder de negociação para poucas mãos, abrindo portas à formação de cartéis em prejuízo da massa de consumidores. Além disso, sem a atividade especulativa, não haveriam garantias de liquidez nos títulos, limitando a confiança do produtor agrícola.

Percebe-se assim o importante papel que o trader desempenha na manutenção do mundo capitalista, não havendo absolutamente nada questionável do ponto de vista ético na profissão, já que sua atividade agrega imenso valor à toda cadeira financeira do planeta.

Alguém poderia então apelar para o senso comum dos não participantes do mercado financeiro e afirmar que a atividade é um jogo de soma zero, ou seja, que para alguém ganhar, outro terá necessariamente que perder.

Embora isso possa parecer verdade aos olhos daqueles que desconhecem a profundidade do mrcado financeiro, não se pode afirmar necessariamente que alguém perderá, visto que muito do capital que gira nas bolsas provêm da atividade produtiva, alimentando-a, financiando-a e, finalmente, fazendo crescer e gerar mais dinheiro. O capital entra e sai dos mercados financeiros a cada minuto, financiando a atividade industrial e de serviços, que o fará crescer, trazendo-o de volta, num ciclo virtuoso de geração de valor. A constatação disso é que a soma de capital aplicado em bolsa não é a mesma de há um século.

Entre os traders, poderá eventualmente ocorrer que o lucro de um signifique o prejuízo temporário de outro

Ora, se o mercado é aberto a qualquer pessoa, com igualdade de acesso e de condições, se não há regras para favorecer ou punir um grupo pré-determinado de participantes, e ninguém é forçado a participar, como pode o ato de especulação ser antiético ou imoral? Todos os que participam da atividade, conhecem exatamente os riscos e as implicações da profissão.

É uma atividade voluntária onde as regras são bem definidas e geralmente bem aplicadas, sendo até reguladas e policiadas pelos agentes financeiros. A tentativa de quebrar, dobrar ou manipular as regras ou outros participantes de maneira fraudulenta, pode ser imoral e antiético, mas isso é escolha do especulador, e não da atividade mesma da própria especulação. Para esses casos existem normas regras e punições.

Compare isso com, digamos, um cassino ou qualquer modalidade de jogos chamados de azar, onde a transferência de risco se dá em apenas uma direção, onde tampouco existe atividade produtiva, e cujo objetivo maior é o de facilitar a transferência de riqueza dos clientes/jogadores para o casino. Não é à toa que tais estabelecimentos oferecem mordomias como bebidas, refeições e transporte grátis. para poder seduzir clientes, coisa que não se vê nas bolsas de valores. Na bolsa, jamais alguém mandará você parar de atuar porque está ganhando muito dinheiro a partir de uma atividade lícita, ao contrário do que ocorre nos cassinos.

Percebemos então que não há nenhuma razão para considerar a atividade especulativa como descolada da ética. O que há é a ignorância – no sentido de ignorar, de desconhecer – das pessoas que não atuam no mercado, que criam fantasias mentais a partir de concepções morais criadas muito tempo antes da existência da própria atividade em bolsa de valores.

Não permita que julguem sua profissão de modo negativo. O trading é uma atividade tão nobre e útil como qualquer atividade lícita que se escolha para dedicar sua vida e dali extrair seu sustento. Você ganha, o mundo ganha. A roda do capital e do consumo depende de nós, traders.


Eduardo Becker
Trader e Professor

Atenção Esquadrão Suicida!

Hoje infelizmente, não vai rolar o Pergunte ao Modafoca, porque estou preparando a minha mudança e tá tudo avacalhado por aqui, mas trouxe um vídeo ensinando uma técnica que aprendi um dia com um discípulo de Pai mei...

Neste vídeo eu abordo:

- O SETUP ASIÁTICO DAS GALÁXIAS;
- Meus primeiros dias de Junho;
- OCO (Fake) e seus cálculos de ombro e pescoço;
- A proposta da Capital Markets para o Esquadrão Suicida;
- As Inscrições no nosso Canal do Youtube.
Como hoje em dia todo guru pega um tiquinho de cada setup que aprendeu e monta O SEU GLORIOSO SETUP pra vender em cursos, caso o Senhor-Todo-Poderoso-Megablaster-das-Galáxias quiser, eu dou os créditos. Neste caso, não mencionei o nome porque faço críticas ao curso e seria meio antiético citar nomes.


Por João Homem

Vocês pediram...
Aqui está!
Segue custos de operações para o Esquadrão Suicida:

ATIVOS
IND/DOL - 1,25 day trade - 2,50 posição
WIN/WDO - 0,25 day trade - 0,50 posição
ISP - 1,25 day trade - 2,50 posição
DI1 - 1,25 day trade - 2,50 posição
OZ1/SFI/CCM/ICF/BGI - 3,50 day trade - 7,00 posição
Ações e Opções - 3,99 por ordem executada + ISS de 5% sobre a corretagem

PLATAFORMAS

Tryd Pro: R$ 157,00 mensais, para isenção é necessário o volume de
corretagem de R$ 900,00
ProfitChart RT: R$ 177,95 mensais, para isenção é necessário o volume de
corretagem de R$ 900,00
ProfitChart PRO: R$ 269,75 mensais, para isenção é necessário o volume de
corretagem de R$1.500,00

A corretora é a Capital Markets e você terá o apoio de um Assessor de Investimentos.

Favor enviarem email para modafoca@dinheirologia.com, contendo:

Nome completo;
CPF;
Email;
Telefones de contato.

Não to ganhando porr@ nenhuma com isso! O intuito é puramente de tentar ajudar o Esquadrão Suicida a sobreviver.

Aguardo os emails o quanto antes.

João Homem

Como Ganhar 100 Pontos no Indice


Pra quem queria um vídeo com meu operacional, tá aí!

Feito hoje, por volta das 16:30, ou seja, fora do "meu horário", mas como estava devendo, paguei!
Se tiverem dúvidas, já sabem... Só gritar pow!

Ah, já ia me esquecendo... O stop de 25pts não funciona né? Ainda mais contra a tendência né?!...





‪#‎ThisIsForReal‬ ‪#‎Modafocas‬

Por João Homem.


Boa noite galera!

Segue abaixo os resultados dos trades em aberto da Carteira Dinheirologia (Foi divulgada no portal do trader de sexta, 27/05), e também mais um ativo na lista. Start de compra em LAME4- Lojas Americanas no rompimento dos R$15,56 com stop bem abaixo do fundo demarcado na imagem, o alvo pode ser o do OCOI que está formando ou a projeção da pernada anterior!



Por Boris Sapocznik


Fala pessoal!!!!
Bora participar da SALA DE TRADERS MODAFOCA!
Mandem seus vídeos!




Pergunte ao Modafoca! #03


Tá no ar o terceiro PERGUNTE AO MODAFOCA!

Poxa João, mas você tinha que postar na sexta...
Eu sei. Ontem eu filmei a tarde, mas o cosmos unido à dobra galáctica, não quiseram que fosse ao ar ontem.
Sendo assim segue o vídeo que aborda os seguintes temas:

- Meu maio horrível;
- Indicação de livro (Trading in The Zone);
- Campanha de ajuda pra eu ganhar dinheiro no Youtube;
- "Lugares de confiança" para aspirantes a traders na web;
- Ser trader pra ganhar dinheiro na internet;
- A tal da corretagem de 0,25;
- Como participar da SALA DE TRADERS MODAFOCAS;
- O habitual enchimento de linguiça.

Por João Homem

Hey Trader! PERSISTA!

Suicidas do meu coração, nesse vídeo falo sobre o primeiro dia da SALA DE TRADERS MODAFOCAS, com o convidado Eduardo Koslowski.

Falo também sobre a necessidade do trader persisitir para alcançar o sucesso.

 É DIFÍCIL SIM! SE FOSSE FÁCIL TODO MUNDO SE DAVA BEM.
P E R S I S T A!!!!!!!!!!!!!



Pergunte ao Modafoca! #02



Baaaannnnndo de Suicidas!!!!!!! FOI LIBERADO!

Após 24h preso entre o meu computador e Youtube, o PERGUNTE AO MODAFOCA #2 está LÁ prontinho e em Full HD pra vocês!

Espero que curtam!

E se curtirem, cliquem no joinha, se inscrevam no Canal e compartilhem! Vamos ver se esse Youtube presta também!

Abraços! Agora é só curtir e descansar...

Por João Homem.