BREAKING NEWS

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Alavancagem Nos Negócios - Empurra ou Puxa?

Você usa esse esteróide anabolizante em seu negócio?

A Alavancagem é uma estratégia para crescer mais rápido, mas pode te liquidar mais rápido também

Quando usar e quando não usar esta estratégia? Você sabe quais negócios devem ter um crescimento natural e quais podem usar essas injeções?

Há alguns meses atrás eu deixava um negócio que não deu certo devido a alavancagem pra trás e iniciava um novinho, ainda com algumas dívidas do antigo para serem renegociadas, mas começando do zero, sem alavancagem.
A estratégia era utilizar o mesmo modelo de negócios base do antigo negócio, com alguns upgrades que dariam uma força à lucratividade e ser absolutamente adepto do bootstrapping.

Infelizmente, por motivos pessoais, abandonei o negócio e consequentemente os projetos.
Como foi um afastamento com motivações pessoais e passionais, não fiz questão de deixar meus projetos para usufruto de meus inquisidores. Enfim, coisas pessoais...

Dinheirologia
Não é a justiça e nem Deus. Só o tempo mostra a verdade.

Porém, pelo negócio, rezo para os responsáveis leiam este post, pois estão fazendo tudo errado novamente...

Quando alavancar?
A alavancagem realmente é um acelerador de crescimento.
Se seu negócio transforma 100 reais em 150 mensalmente e tem certeza de que consegue controlar este índice, imagina quanto ele cresceria se tivesse 10 mil reais, para serem transformados em 15 mil...
Essa é a mágica da alavancagem!
Porém a mágica não se baseia na multiplicação do lucro ou na potencialização do crescimento e sim, no controle da lucratividade.

Pense bem...
Se seu negócio tem um custo variável alto, ou seja, o custo que sobe juntamente com as vendas, ele crescerá na proporção dos 10 mil, sendo que seu custo fixo também aumentará, pois terá uma dívida pra pagar sobre estes 10 mil. E claro, um negócio tão maior precisará de investimentos em marketing, vendas, logística, produção e administração, o que reduz sua lucratividade. Quanto maior o negócio, maior a estrutura necessária para mantê-lo.

Quando NÃO alavancar?
Você não deve alavancar quando seu negócio tiver uma lucratividade baixa, o que dificultaria a gestão entre os dois fatores, o tamanho da alavancagem e o pequeno lucro.
NÀO CONFUNDA LUCRATIVIDADE OU LUCRO, COM MARGEM.
O negócio que citei acima, trabalhava com margens de 30 a 40% sobre a receita e mesmo assim tinha uma lucratividade que variava entre 4 e 7%.

Mesmo que você seja um excelente gestor, não se consegue trabalhar por muito tempo ali no fio da navalha! Quem já administrou qualquer tipo de negócio sabe... SHIT HAPPENS!

Portanto, se seu negócio tem uma lucratividade baixa, NÃO ALAVANQUE! Mesmo que isso atrase seu crescimento.
Agora, se é bom o bastante para revolucionar o negócio e transformar essa lucratividade, bora caçar sua alavanca!

Dinheirologia
Atenção!
Repitam comigo em voz alta:
PRIMEIRO FAZER A LUCRATIVIDADE CRESCER, PRA DEPOIS PENSAR EM FAZER O NEGÓCIO CRESCER POR VIA DE ALAVANCAGEM.

Bom trabalho e façam o dever de casa!

3 comentários :

  1. Acho que obter sucesso e lucrativdade é necessario muito desempenho e um passo de cada vez.

    ResponderExcluir
  2. Acompanhantes de São Paulo,faço das suas palavras as minhas.

    ResponderExcluir
  3. Excelente post. Já está marcado nos meus favoritos. Planejamento é tudo

    ResponderExcluir

Escolha bem suas próximas palavras! hehehe
Brincadeirinha!