BREAKING NEWS

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Como Destruir uma Empresa em Um Ato

Sei que o caso da Uniban já tá cansando, mas esse foi um exemplo prático de como destruir uma empresa com apenas um ato! Neste caso, pela decisão de expulsar a aluna.

Que burrice!!!
Quem é este reitor?!?

Ele teria tempo para avaliar tudo e julgar de maneira política, como todo líder deve fazer, só que não, o cara (ou "a" cara) foi influenciado por aquela nuvem de emoção inexplicável que rondou aquele lugar e simplesmente tomou uma das decisões mais burras de sua vida.

Não vou julgar o que aconteceu por lá, pois eu não estava presente, sendo que nada justifica o que vi nos vídeos, exceto se a menina do vestido rosa tivesse matado uma criancinha ou gritado "Mengôôô" na torcida do Galo no último jogo.

Decidi escrever sobre o ato que ao meu ver destruiu a empresa.
Pelo que li, a decisão foi tomada por um conselho, 15 dias após o ocorrido e depois que tudo veio à tona, tacaram a culpa na "pessoa física" do reitor Heitor Pinto Filho.
Claro pois para tentar salvar a empresa, terão que sacrificar alguém importante.

Lamentável que mesmo com 15 dias para avaliarem, os responsáveis pela empresa não pesaram o que poderia dar errado!
Sempre pense no que pode dar errado! Fica a dica.

Agora uma coisa é certa: O que causou aquele movimento taliban foi a inveja da mulherada e incompetência ou "nojinho" (Uiii) dos homens presentes.

5 comentários :

  1. Olá!

    Indo para uma questão mais complexa, vejo que não foi só um ato que "detonou" o nome da Organização, mas sim a falta de uma comunicação institucional/assessoria de imprensa eficiente.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. É verdade Wander.
    Muito bem lembrado!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. João, eu conheço gente que estuda lá. E me disseram que ela provocou uns caras, foi ae que gerou o tumulto!
    Ela supostamente deu uma "levantadinha" na mini-saia pra provocar os caras na escadaria dae virou aquela putaria toda...

    ResponderExcluir
  4. Pois é Henrique, não queria falar do ato em si e sim da decisão errada do reitor, que levou a instituição para um Buraco Negro.
    Mas já que colocou a respeito da "levantadinha" da mini-saia, devo dizer que nada justifica o que vimos nos vídeos.
    Se a menina faltou com respeito, os alunos deveriam chamar o coordenador do curso, ou até a polícia, mas jamais poderiam formar um grupo xiita como foi feito.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Concordo João. Nada justifica a atitude da galera!
    Só acho foda ela querendo bancar a santa em programas de TV... Mas cada um é cada um né.. hehe

    Abraço!

    ResponderExcluir

Escolha bem suas próximas palavras! hehehe
Brincadeirinha!