BREAKING NEWS

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

O Pacto Diabólico da Procter & Gamble

A P&G vai... aliás, já dominou o mundo!
Já escrevi sobre isso aqui no Blog em um post sobre outra coisa, mas depois de ver um familiar falando sobre o assunto, decidi escrever um post que acabasse com as dúvidas.
Lembro que tenho uma posição assumidamente parcial sobre o tema, pois adoro as batatinhas Pringles!
Portanto, em defesa das minhas amadas batatinhas, companheiras fiéis de meus bons tempos no cinema, escrevo principalmente aos cristãos radicais descabidos de curiosidade e totalmente alienados a um sistema de regras a acumulação de riquezas.
(Putz! Peguei pesado... pra variar. Mas lembro que estes fazem parte de um pequeno grupo dentro da religião) ... (Tá bom, talvez o grupo não seja tão pequeno)

Tudo começou quando alguém teve a ideia de escrever um email, afirmando que o “Dono” da Procter & Gamble, havia concedido uma entrevista a um programa estadunidense, dizendo que os lucros da empresa eram revertidos a uma igreja satânica.
Daí o maluco enviou o email para alguém, que enviou a outros e daí surgiu a lenda da P&G.

Já havia ouvido a história antes, mas só de ouvir alguém dizer algo sobre o “Dono” da P&G, já sabia que aquela pessoa era totalmente desprovida de senso e nem me dava o trabalho de argumentar que a temida Procter & Gamble não tem um único dono, já que se trata de uma companhia de capital aberto e tem suas ações negociadas em bolsa de valores. E mesmo se a empresa tivesse um acionista detentor de um bom percentual dos papéis, creio que ele não iria à TV acabar com a reputação de sua própria empresa.

Daí certo dia, meu cunhado, um homem correto, trabalhador e bom pai de família, chegou em um almoço alertando a todos sobre o pacto diabólico do “dono” da P&G...

Como minha família toda é evangélica, me retraí à minha “ovelhanegrice” e fiquei calado.
Como pode alguém tão legal aceitar uma informação dessas sem ter a curiosidade de pesquisar a veracidade, antes de divulgá-la?!?!

Por isso eu venho ao meu cantinho e desabafo!
Vamos aos fatos reais:
- A P&G é uma put@ empresa de capital aberto, com mais de 170 anos de fundação e que não tem apenas um dono;
- O cara apontado como entrevistador no email, Phil Donahue, já declarou diversas vezes que nunca entrevistou qualquer executivo da P&G;
- Reverter os lucros de uma empresa listada em bolsa, para uma igreja satânica?!?! Alguém me explica como isso pode ser possível em alguma dimensão existencial?!
- Ah tá! A logo da empresa remetia ao número 666... Bom, a idéia original era apresentar um rosto e treze estrelas representando as treze colônias que formaram os EUA. É a mesma coisa de ficar achando esculturas em nuvens;

As próprias igrejas já tiveram que se retratarem por divulgarem essa notícia, como podem ler AQUI.

Se buscar mais no Sr Google, encontrará uma série de fatos contra o tal email, mas pouparei o espaço do blog.
Enfim, lembrem-se do oitavo mandamento (ou nono, ou décimo-sexto), fiéis seguidores da Bíblia:
“Não levantarás falso testemunho contra teu próximo.”

Portanto galera, sejam curiosos e deixem minha Pringles em paz!

Um comentário :

Escolha bem suas próximas palavras! hehehe
Brincadeirinha!