BREAKING NEWS

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

O Guia de Sobrevivência na Selva - Parte I

Às vezes enquanto assisto o fantástico Bear Grylls, no programa “À Prova de Tudo” (Discovery), me pego pensando em como ele reagiria se não tivesse suas “âncoras”. Eu sei que o cara é foda e realmente possui treinamento o bastante para sobreviver em locais inóspitos, BUT...
E se não houvesse equipe, GPS, a corda correta, a roupa correta, o canivete correto?
Será que sua tranquilidade e confiança seriam afetados?

Como manter a calma e a confiança quando só temos a nós mesmos em meio à selva financeira?

E aí, vai encarar ou vai correr?

Penso da seguinte forma:
Se te colocassem em um local fechado, junto com um urso faminto (Não vale Pandas), qual seria sua reação?
Sinceramente não sei de que forma poderia matar um urso apenas com minhas mãos e talvez nem fosse preciso, mas morreria lutando com todas as minhas forças e inteligência (diferencial), para escapar daquela situação.

Durante toda a vida do Blog, recebi emails e comentários descrevendo situações onde as pessoas se sentiam insatisfeitas com sua vida profissional, se achavam capazes de realizar grandes feitos, tinham grandes ideias, mas não PODIAM abandonar TUDO e partirem para a selva do desconhecido.

Creio que o primeiro passo para seguirem o caminho idealizado, ou melhor, PULAREM NO DESCONHECIDO, se chama:

“DE SACO COMPLETAMENTE CHEIO”
Sim, se você não deixar que o ‘saco’ transborde, você não terá o insight necessário para concluir que se não está no caminho certo, com certeza está no errado.

Nessa fase geralmente você está recebendo um valor que sustenta suas contas e ainda sobra um bocadinho pra se divertir, embora você sempre diga que nunca sobra. Se todas as pessoas que dizem não ter grana pra se divertir deixassem de frequentar baladas, a maior parte das casas noturnas e barzinhos quebrariam.
Provavelmente você tem um chefe, ou “colegas” de trabalho, ou até mesmo sócios, que muitas vezes ultrapassam os limites da relação (e do bom senso) e dizem coisas, ou agem de maneira em que vários momentos durante a jornada de trabalho, você se imagina brincando de Jogos Mortais em pleno trabalho.

Let's play!
E o principal sintoma de que está nessa fase é:
VOCÊ NÃO TEM VONTADE DE SAIR DE CASA E IR PARA O TRABALHO.

Parece brincadeira, mas se você nunca sentiu realmente vontade de ir trabalhar, é porque você nunca esteve no caminho certo.
Se você não sente aquele fogo de querer “fazer acontecer”, de querer produzir, de querer mudar o mundo, pode ter certeza que está nessa fase! Perdendo tempo e enchendo o saco.

Você pode passar a vida assim, administrando o saco, que está sempre cheio, mas nunca transborda.
Ou certo dia você para de se curvar demais, pois quem muito se curva, mostra a bunda e algo acontece para que você tenha o insight que descrevi lá em cima e conclui que a Zona de Conforto em que está é apenas uma espécie de Matrix e que se chutar o pau da barraca, apenas substituirá alguns desconfortos por outros, porém a motivação, a produtividade e as chances de achar o caminho certo aumentarão exponencialmente.

Overfull...

Pra manter a linha do Blog, que fala por experiência e não por teoria, venho administrando meu saco há muito tempo, muito pelo amor à empresa, pelos funcionários, pela minha família e por alguns fornecedores.
Orgulho não faz mais parte da minha mistura. No mundo corporativo, quanto maior o orgulho, maiores as chances de se estrepar de forma circense. Mas se algum dia sentir alguém tentando ferir sua honra, chute! Por reflexo mesmo!
Enfim, meu insight veio após ser suspeito de roubar minha própria empresa, aliás minha própria família. Claro que ninguém teve coragem de fazer essa acusação de frente pra mim, mas graças a Deus, não tenho (tinha, né?!) funcionários e sim colaboradores e seguidores.
Invés de discutir, brigar e correr um sério risco de cair na porrada de verdade, peguei meu insight e saí.

Como as únicas coisas que roubei em toda a minha vida foram balas e revistinhas pornográficas durante a adolescência, me encontro no meio da selva, sem nenhum puto no bolso...
Como sobreviver?

To be continued...

Postar um comentário

Escolha bem suas próximas palavras! hehehe
Brincadeirinha!