BREAKING NEWS

terça-feira, 4 de março de 2008

Decisões Rápidas

Nessa semana, uma pessoa muito próxima passou por uma grande dificuldade na qual tinha que tomar uma decisão correta, precisa e rápida. Embora essa decisão fosse pessoal, a pessoa insistia em ficar pensando comigo em longos telefonemas.
No início tentei ajudar explicitando as causas e consequências, mas a partir daí a decisão começou a ser transferida a mim. Passei a ter respnsabilidade pela decisão de outra pessoa!
Como minha filosofia consiste em ensinar as pessoas a pescar, em vez de dar-lhes os peixes, apelei e mesmo correndo o risco de ser acusado de me ausentar durante um período difícil, abandonei essa pessoa e deixei-a sozinha com sua decisão nas mãos.
Fiz isso porque vi que ela aprenderia muito ficando sozinha, sem conselhos e com uma difícil decisão a ser tomada. Como de fato, o meu abandono serviu para essa pessoa estufar o peito e se decidir, aceitando as consequências do que escolheu.
Garanto que ela aprendeu muito com isso!
O objetivo deste post é mostrar que decisões rápidas devem ser tomadas e pronto!
Não adianta ficar adiando, pois quanto mais adiar, pior será qualquer que seja a sua decisão. O tempo sem se decidir aumenta mais o seu prejuízo do que se você tomar a decisão errada.
Tenho que tomar decisões rápidas quase que todos os dias e devo dizer que por muitas vezes erro feio! Porém quanto mais feio for o erro, mais rápido eu vejo que errei, aprendo e corrio meu erro.
Decisões rápidas, são diferentes de decisões onde se tem tempo para analisar a fundo os prós e os contras de sua escolha.
Aqui vai um passo-a-passo da decisão rápida:
1- Discriminar e separar as ecolhas;
2- Visualizar rápida e superficialmente as micro-vantagens e as macro-desvantagens de cada escolha;
3- Escolher a escolha de maior quociente micro-vantagens/macro-desvantagens;
4- Respirar fundo e orar;
5- Se não houver nenhum sinal divino que mude sua decisão, decida!
6- Repetir o passo 4.
Se por um acaso, você tomar a decisão errada, fique atento para que a "ficha caia" o quanto antes, para que você possa ver seu erro, aprender e corrigí-lo. Se errar, estará investindo em conhecimento.
O que acho mais importante dentre todos os passos é minimizar as macro-desvantagens, ou seja, tudo que está distante em raio, mas mesmo assim ao seu redor e pode ser afetado de forma negativa por sua decisão.
Decida e decida rápido!

Postar um comentário

Escolha bem suas próximas palavras! hehehe
Brincadeirinha!