BREAKING NEWS

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Movido Por Desafios - Professor de Contabilidade

Existem pessoas que são movidas de acordo com o desafio que surge diante delas. Eu sou um fiel adepto da procrastinação, ou seja, estou sempre deixando algumas coisas pra depois. Esse é com toda certeza meu maior defeito, principalmente porque ele vai de encontro a uma qualidade chave para o sucesso, a disciplina.
Tento minimizar ao máximo esse defeito, mas há situações em que ele desaparece e por isso adoro me ver diante de tais situações.
Sempre que me encontro diante de altas pressões, desafios hercúleos ou problemas catastróficos, sou "O Cara"! Peço a bola e cobro o penalti com maestria. E não é querendo me gabar, pois eu deveria ser assim o tempo todo.

Pensando nisso, me lembrei de um fato que ocorreu comigo enquanto cursava o segundo ano do segundo grau, do curso técnico de contabilidade, no colégio Imaco em Belo Horizonte.

Nessa época eu não era mais aquele menino prodígio da escola. Os hormônios explodiam em meu corpo e por isso só pensava em mulheres e em ser rebelde (rs). Meus professores ficavam p... da vida, pois eu ou avacalhava suas aulas, ou nem comparecia e ainda assim ficava sempre na média de pontos para ser aprovado no final do ano.
Todos os professores viam em mim um potencial desperdiçado, mas então um deles conseguiu me cutucar.

Meu professor de contabilidade, Sr. Antônio alguma coisa, fez questão de me dar um escracho bem dado durante uma aula, em frente toda a turma. Morri de vergonha e na defensiva comecei a discutir com ele. Como ele tinha muito mais argumentos que eu, apelei e passei a desafiá-lo:
- Já que me considera um burro, aposto com o senhor que fecho os dois últimos bimestres em sua matéria!

Cada bimestre final valia 30 pontos, então eu teria que fechar em 100% os 60% restantes de pontos do ano. Até então eu havia marcado 20 pontos em 40 possíveis. Se fosse hoje, preferiria fechar minha boca e digerir o escracho.

Mas o professor vendo que tinha conseguido o que queria, deu um sorriso e selou o acordo. Toda a turma foi testemunha.
A partir daquela noite comecei a ficar atento às suas aulas e até passei a procurá-lo nos intervalos e na saída. Fiz questão de impor uma regra que estabelecia que meus trabalhos poderiam ser individuais, pois se fosse em grupo, eu teria que confiar na capacidade de outras pessoas.

Não preciso descrever o quanto me empenhei... estudei bastante. Mas a cada avaliação, eu já sabia do resultado antes de entregar ao professor. Minha turma sempre esperava ansiosamente pela divulgação das notas e viram o milagre acontecendo, fechava uma prova atrás de outra.

Nas provas finais, já podia dizer que éramos amigos, eu e meu professor. Ele até me pediu que o procurasse quando terminasse o terceiro ano, pois já teria vaga garantida em seu escritório.
Ele fez questão de aumentar o clima de tensão para as provas finais dizendo a todos que a prova final seria a mais difícil que ele já havia feito. Tudo por minha causa, pois ele não seria derrotado. ... Lógico que a turma toda quis me matar ...
O pior foi que ele não mentiu! Sua prova foi realmente muito difícil, simulando casos de empresas reais.

Entreguei a prova e esperei ele na saída.
Enquanto caminhávamos para o portão ele disse algumas palavras que jamais esquecerei:

- Não se preocupe com sua nota. Embora eu já saiba que você conseguiu, isso não importa. O que importa é que você tenha mostrado a todos e a você mesmo que tem um grande potencial. Você não é um qualquer João e me incomodava te ver desperdiçando isso com coisas banais. O tempo passa muito rápido! Outro dia mesmo eu estava em seu lugar, saindo desta mesma escola e hoje estou aqui e nem vi o tempo passar. Você verá a mesma coisa, mas espero que quando chegar lá, não tenha desperdiçado seu potencial. Foi um prazer e uma honra ser seu professor.


Não preciso escrever que quase chorei nesse dia né!?!

Ele tinha razão. O tempo passa muito rápido.
Hoje estou com 30 anos e só de uns 3 anos pra cá venho usufruindo de "meu potencial".
Sei que não sou um qualquer, mas também não sou tão diferente. Vejo inúmeras pessoas bem melhores que eu desperdiçando seus potenciais com coisas inúteis.
Corra atrás do que você quer! Se o desafio for grande, melhor ainda pois se empenhará mais.
Não deixe o tempo passar sem que você ACONTEÇA!

Postar um comentário

Escolha bem suas próximas palavras! hehehe
Brincadeirinha!