BREAKING NEWS

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

O Guia de Sobrevivência na Selva - Parte III (1,5 na verdade)

Prezados leitores, me desculpem, pois esqueci de abordar uma parte muito importante da sobrevivência na selva financeira! E embora o post venha na terceira parte da série, seu lugar certo é entre a Primeira e a Segunda.
Vamos falar aqui sobre Back To Basics.

Depois que você sai de sua Zona de Conforto, ou seja, seu antigo trabalho, como descrevemos no primeiro post e antes de esfriar a cabeça e dar um tempo só para o presente e a diversão, como descrito no segundo post, você deverá cortar custos, ou seja, Back To Basics.

Por favor, abram seus livros na página 2...
Back To Basics

As pessoas que trabalham podem ser divididas em 2 grupos distintos:
1 - Os que trabalham para ganharem dinheiro e cobrirem as contas;
2 - Os que trabalham para se desenvolverem e construírem algo, seja uma carreira de sucesso, um patrimônio invejável ou a cura para o câncer.

Para se encaixar no segundo grupo, você não pode ter contas altas pra pagar, ou então deverá ter uma renda passiva que cubra tais contas.
Pra quem não sabe o que é renda passiva, sugiro acessar ESTE LINK.
Sim, eu sei que é difícil, mas quem disse que seria fácil?!

Se você estiver no primeiro grupo quando terminar o processo do primeiro post, deverá correr pra se encaixar no segundo grupo e para isso, terá que engolir o orgulho com feijão regrado e eliminar tudo quanto é conta, a não ser que tenha alguma renda passiva que as cubra.

Vamos ao exemplo de minha experiência...

Passei pelo processo do primeiro post e pensei: PQP!!! Fudeu! E agora?!
Daí avaliei minha situação e percebi que o bicho não era tão feio quanto parecia...

Como havia voltado a morar com meus pais depois do fim de meu casamento, meu custo de vida baixou significativamente.
Minhas economias foram pras Cucuia (Por que citamos Cucuia como um lugar, enquanto na verdade é ISSO?) com a política de não fazer retiradas da minha antiga empresa em 2011. Ou seja, eu não tinha nada guardado.
Graças a Deus, a Robert Kiyosaki, ao Mauro Halfeld e ao Gustavo Cerbasi, eu possuo uma pequena, mas salvadora fonte de renda passiva e felizmente ela empata com meus custos atuais.
Tive que fazer uns ajustes nas contas, como parar com minhas aulas de inglês, pegar um chip de celular pré-pago, deixando de ser um Ligador e controlar alguns gastos comuns na vida de um homem solteiro.

Sendo assim, estou no seleto segundo grupo descrito acima! Uhhhuuuu!
Mas como já disse, não se pode ter orgulho...
Estou prestes a fazer meus 33 anos e voltei a morar com meus pais, sem pagar nenhuma conta. Meu carro é valente, mas é feio bagarai, velho, é menor que um Fiat 500 e arranca gargalhadas dos pedestres.
Quando quero sair pra balada, ou dou um jeito de ganhar uma grana, ou então mendigo cortesias e Auxílio Baladeiro com os amigos.

Enfim, essa parte, a das privações, costuma ser bem difícil, mas é indispensável ao processo.
Seus gastos têm que no máximo, empatar com sua renda passiva. Se não for assim, você não conseguirá seguir a mesma trajetória que venho descrevendo nessa série.

To be continued...

Acesso à Parte 1 do Guia
Acesso à Parte 2 do Guia

4 comentários :

  1. Oi João Homem, acompanho o dinheirologia a alguns meses...mas posso dizer que parece que faz muito tempo. Já li quase todos os posts retroativos e os mais recentes li todos. Em primeiro lugar queria lhe parabenizar, pois, o material é exelente. Agora uma pergunta, acho que perdi algo. De acordo com seus últimos posts me parece que está começando tudo denovo...não está mais com sua empresa Biscoitos Caipirão?

    ResponderExcluir
  2. Isso aí Anônimo. Não estou lá mais.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Fala João.

    conheci seu blog esta semana e já li tudo.

    Gostei muito do conteúdo do seu blog.

    Seus posts me deram mais força ainda para apertar o botão e mandar um fuck off para meu chefe.

    Já estou me acostumando com família , namorada e amigos achando que sou maluco. rsrsrs

    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. É isso aí Maurício! Só tome cuidado ao mandar o fuck off (kkkkk), pode precisar dele (chefe) no futuro.

    Abraço!

    ResponderExcluir

Escolha bem suas próximas palavras! hehehe
Brincadeirinha!