BREAKING NEWS

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Poupança

Poupança é um investimento?

Não creio, mas claro, ela pode fazer parte de um investimento.

Esse é o “investimento” mais popular do Brasil, além de ser o mais simples e menos arriscado.
Sua função teórica é o de resguardar o poder de compra. O que não se aplica na prática.
Mas lembre-se há riscos! O governo pode congelar tudo, confiscar, ou o banco onde está o dinheiro pode falir. Para esses riscos, você conta com a garantia de que pelo menos R$60.000,00 serão devolvidos a você (Antigamente eram R$20.000,00).
De todos os investimentos considerados menos arriscados, a poupança é o único que eu uso. Uso apenas quando sei que virá uma grande oportunidade e preciso estar com o dinheiro engatilhado na forma mais líquida (dinheiro na mão) possível.
Não existe valor mínimo para ser investido, não é necessário abrir uma conta corrente, não se cobra qualquer taxa ou imposto e atualmente rende em torno de 0,5% a 0,8% ao mês, sem descontar a inflação. Porém ela não rende diariamente. A poupança rende apenas no “aniversário”, dia do mês em que você depositou.
Tenho essa notícia sobre a poupança também, mas ainda não confirmei se está valendo:

"O Conselho Monetário Nacional aprovou aprimoramento na metodologia de cálculo da TR. O aperfeiçoamento garante que a TR não apresente valores negativos, e portanto, garante a remuneração mínima de 0,5% ao mês para os depósitos em caderneta de poupança, conforme previsto em lei".

A TR é uma taxa calculada com base na taxa média mensal ponderada ajustada de 30 instituições financeiras selecionadas, sendo eliminadas as duas de menor taxa média e as duas de maior taxa média. Do valor obtido, é aplicado um redutor definido pelo CMN. Além de definir os rendimentos da poupança, a TR define também o SFH (Sistema Financeiro de Habitação).
Conclusão:
Para mim a poupança serve apenas como parte de um investimento de curtíssimo ou curto prazo, pra cima disso temos opções muito melhores no mercado. Serve para "transitar" seu dinheiro de um lugar para outro, desde que essa transição seja de curto prazo. Entendeu?!

Postar um comentário

Escolha bem suas próximas palavras! hehehe
Brincadeirinha!