BREAKING NEWS

terça-feira, 14 de julho de 2009

Como Queimar Seu Filme - Filosofia do Curto-Prazo


Fico bobo de ver como as pessoas têm um pensamento tão ignorante, que só as deixa enxergar o curto prazo em todas as áreas de suas vidas.
Só enxergam os próprios pés e não o caminho que estão trilhando.

Há pouco tempo, contratei um novo promotor de vendas para a empresa de biscoitos e o mesmo me deixou muito animado já na entrevista, onde soube se vender muito bem. Já que ele sabia se vender assim, talvez deveria ser melhor ainda com os produtos.
Investi tempo e dinheiro nesse novo funcionário, para que ele pudesse ser um Vendedor e depois até um Gerente de filial.

Mas já nas 2 primeiras semanas comecei a perceber que ele não era tudo aquilo que prometeu. Eis que no início da quarta semana, ele disse que seria sua última, pois havia conseguido outro emprego.

Até aí, digamos que tudo bem, pois é o que acontece quando não temos caixa para segurar talentos. Mas que talento? Ok. Suponhamos que fosse um talento.

O problema é que o FDP não está honrando seus compromissos com a empresa e está deixando meu departamento comercial e de logística um caos.
Toda aquela tagarelice que foi abordada na entrevista e em encontros na empresa, não tinha um "que" de verdade. O cara não tem sequer requisitos mínimos como responsabilidade e compromisso.
Começou a debochar, não atende ao celular corporativo...

Enfim, está na hora de trabalhar minha paciência e congelar meu sangue pra não encher o filudamãe de porrada!

Daí o tema do tópico. Por quê o cara não sai sem queimar o filme? Era só uma semaninha e pronto. Seguiríamos nossos caminhos cada um pro seu lado.
Isso é porque a pessoa não pensa no longo prazo. Não vê o que poderia ganhar, o que poderia manter ou o que pode perder. Só enxerga o hoje!

Se você é empregado, mantenha bons relacionamentos e tenha uma posição digna por onde passar. Honre seus compromissos e trabalhe seu marketing pessoal.
Se precisar sair para conseguir uma oferta melhor, é uma decisão e direito seu, após uma boa análise. Mas saia deixando uma boa imagem. Não saia como um moleque!

3 comentários :

  1. CERTO CARO COLEGA!!
    EU TENHO 45 ANOS (COM UM CORPINHO DE 44 É CLARO) E TRABALHO DESDE OS 7.
    O TEMPO MAXIMO QUE FIQUEI DESEMPREGADO FORAM 30 DIAS.
    EM TODA MINHA VIDA HONRREI MEUS COMPROMISSOS E FIZ O MELHOR QUE PUDE.
    GRAÇAS A ISSO CRIEI MEUS FILHOS, CONSTRUI 4 CASAS E HOJE SOU MUITO RESPEITADO A ATE DISPUTADO NO MERCADO DE TRABALHO.
    CE TEM RAZÃO...RESPONSABILIDADE E HONRRADES É TUDO...UM ABRAÇO..

    ResponderExcluir
  2. Sabe por que isso acontece? Porque o brasileiro não tem o hábito sequer de conferir os antecedentes de quem contrata.

    Esse seu futuro ex-funcionário certamente conta com isso.

    Abraço, Rodolfo.

    ResponderExcluir
  3. AGRONEGOCIADOR, hoje você é valorizado pelo respeito criado em torno de seu nome. Incrível ver que há pessoas que não ligam pra isso.

    Rodolfo, foi direto no alvo em seu comentário. Está corretíssimo!

    Abraços!

    ResponderExcluir

Escolha bem suas próximas palavras! hehehe
Brincadeirinha!