BREAKING NEWS

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Objetivo, Razão e Suas Diferenças

O que motiva você a se levantar da cama todos os dias?
Qual seu objetivo? Pra quê você trabalha tanto? Por quê você reclama de sua vida ou de seu trabalho? Por quê você estuda tanto? Pra quê se especializa tanto em alguma área?
E já que você está no Blog Dinheirologia, pra que você quer ter dinheiro?

Muitas vezes pessoas que desejam enriquecer confundem razão e objetivo, ou até não têm uma razão. E tendo em vista apenas o objetivo, elas caem durante a caminhada.

O objetivo da grande maioria que cai por aqui, é muito simples de ser definido. Veja que objetivo é relativo ao objeto e o objeto em questão aqui no Blog é DINHEIRO!
Para definirmos o objetivo então, resta saber qual quantidade de dinheiro queremos.
Se você quer apenas comprar sua casa, pagar um bom plano de previdência (Argh!) e a faculdade de seus filhos, seu objetivo deve ficar dentro de alguns milhares de reais. Portanto traçar o objetivo é tarefa fácil! Basta uma lista, alguns cálculos e pronto! Está definido seu objetivo.

Muitos fazem apenas isso e partem para o trabalho!
Depois de um empolgante começo, vem o desânimo, a vitimização e a queda!
Ninguém consegue dar o seu máximo, por um bom tempo, apenas por dinheiro!

Lembro aqui algo que li em um dos livros da Série Pai Rico, onde Robert citava que devemos ter um objetivo muito forte. Talvez tenha sido um erro de tradução, ou talvez seja uma diferença de visões mesmo. Mas o que importa é que você deve ter algo muito forte para motivá-lo a cada dia, a cada passo, a cada degrau e a cada derrota.
E esse "algo" não pode ser relativo ao objeto, ou seja, o objetivo. Esse "algo", é mais sobre o que você fará com o objetivo.

Esse "algo" é a "RAZÃO"!
Cito razão aqui como prova para uma crença, opinião ou juízo. Ou ainda, simplesmente como causa. A razão defendida aqui é a resposta para todos os "Por quês" e os "Pra quês" que receberá de você mesmo ou dos outros durante sua caminhada.
É essa razão que te fará levantar da cama e sair correndo para produzir mais!

É por isso que a razão deve ser algo mais valioso que um desejo consumista, dever ser alguma coisa parecida com um discurso de Miss, mas que realmente te emocione e que te faça ir à luta com seu coração.
Descobrir a cura para o câncer, conquistar a paz mundial, salvar a natureza, conquistar um futuro ideal para seu filho especial, ... sei lá qual será sua razão! Mas digo que enquanto não tiver ela bem definida em sua mente e em seu coração, não terá força o bastante para suportar sequer o treinamento para a guerra.
Entenda guerra aqui, como toda a jornada para levar alguém da pobreza à riqueza financeira.

Portanto não é lá tarefa fácil descobrir sua razão, mas mais difícil será seguir pra guerra sem ela! Se seu objetivo é grandioso, sua razão deverá ser diversas vezes maior!

Ah! E não vale fazer como o exército dos Estados Unidos que fica super motivado a travar guerras, por uma razão inventada por seus próprios governantes. Razão inventada não funciona em nossa guerra!

6 comentários :

  1. Amigo Spartan, excelente matéria. Acredito que os nossos objetivos dependem muito daquilo que queremos, mas nem sempre as pessoas correm atrás de seus objetos, pelo simples fato de não terem coragem de se arriscar no novo. No entanto, muitas vezes, nossos objetivos, têm outras razões que não seja dinheiro, mas sim, ajudar o próximo com palavras e apoio para suas vidas, e fazendo isso, o ganho é muito maior que milhares de notas. Abraços. Roniel.

    ResponderExcluir
  2. Tambem depende do estado de espirito das pessoas. E as pessoas desmotivadas? Com certeza elas nem querem se levantar da cama;

    ResponderExcluir
  3. Fala Roniel!
    Tem toda razão. Frisei o dinheiro como objetivo aqui, por causa do tema principal do Blog, mas podemos ter vários objetivos, como uma medalha olímpica, por exemplo.
    Já a razão jamais poderá ser dinheiro, como disse no próprio post. A razão pode ser o que fará com o dinheiro!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Tranquilo Mr.Jones!?
    E se pensar pelo lado de que a razão muda o estado de espírito das pessoas...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Amigo JH!

    EXCELENTE post, provavelmente um dos melhores de seu blog.

    Não menosprezando nenhum leitor, mas poucos conseguirão absorver a real profundidade e diferença em suas vidas ao identificar a razão que as move.

    Se me permite um complemento, a palavra RAZÃO não é muito usada com este sentido que você expressou, mas ela está escondida e influenciando a palavra SONHO, mais comum. Quando autores, experientes e estudiosos sugerem a definição de um SONHO ele vem mais com este sentido de RAZÃO que você citou!

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Opa! Valeu Alex!

    É certo sim, dizer que razão nesse caso poderia ser definido como sonho. O problema é que muitas pessoas podem confundir as coisas se trocarmos as palavras.

    Abraço!

    ResponderExcluir

Escolha bem suas próximas palavras! hehehe
Brincadeirinha!